Ed.Nº 141 – Metro: Last Light Redux (2014)

Analise

Faaala gamers do Brasil! Histórias de pós-apocalipse climático é um assunto que, de tempos em tempos, aparecem como enredo nos games. Um dos jogos mais antigos e memoráveis nesse assunto é o Fallout, produzido inicialmente pela Interplay Entertainment e que desde 2008 é feito pela Bethesda Game Studios.

Na mesma época de Fallout 3, uma empresa da Ucrânia resolveu levar os jogadores para uma viagem, da cidade de Chernobyl até a famosa cidade fantasma de Pripyat, para conhecer o ambiente da tragédia da Usina nuclear de Chernobyl ocorrida em 1986 com o jogo S.T.A.L.K.E.R, produzido pela GSC Game World. Uma trilogia exclusiva do PC, lançada entre 2007 e 2009. Aqui no Blog é possível ler a série “S.T.A.L.K.E.R a Trilogia de um desastre”, onde foi relatada toda a experiência, como um “diário” para mochileiros. A série foi escrita em 2013 conforme cada jogo era terminado.

Normalmente, histórias sobre pós apocalipse são relacionadas com explosões de bomba atômica, onde todo o ecossistema sofre alterações. Dentro dessa linha de roteiro está a série Metro, que fala sobre a população da Rússia que passou a viver nas estações do metrô de Moscou. Suas casas são os próprios vagões, as estações são as cidades e os trilhos que interligam uma estação a outra servem como rodovias.

Metro 2033 é um livro escrito pelo autor Dmitry Glukhovsky, e que possui já continuações com Metro 2034 e Metro 2035. Em 2010 a 4A Games adaptou o primeiro livro e lançou o jogo Metro 2033 para o PC e os Consoles Xbox 360 e PlayStation 3 que também receberam a continuação em 2013. Até aquele momento, a série era publicada pela THQ, que fechou no mesmo ano. Com isso, Metro 2033 e Last Light passaram para a Deep Silver, que resolveu remasterizar e relançou a duologia com a palavra Redux, desta vez para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

A partir de agora, você poderá conferir a análise de Metro: Last Light Redux na edição 141 do Blog MarvoxBrasil!

Metro Last Light Redux MarvoxBrasil 141

Metro Last Light Redux (PC [Analisado], PS4, Xbox One)
Desenvolvedor: 4A Games
Publisher: Deep Silver
Lançado em: 26/08/2014 (remasterizado) | 2013 (original)
*Versão matriz disponível para PC, PS3, Xbox 360, Linux, OS X

Diferente do primeiro jogo, a continuação não seguiu o livro. Quando a 4A Games viu a 2ª Edição – Metro 2034, achou que os acontecimentos ficaram muito distante daquilo que os jogadores tinham visto e entendido quando jogaram Metro 2033. A desenvolvedora queria continuar a fazer o jogador conhecer mais a história do jovem Artyom que, em Last Light, precisa consertar o estrago que havia feito no desfecho do jogo de 2010.

Artyom é um dos poucos jovens que puderam viver na Rússia antes da explosão nuclear, ele ainda lembra com muita emoção dos passeios com a mãe no parque da cidade. Sua última recordação está relacionado com um sorvete de casquinha, comprado pela mãe. O que ele não consegue lembrar direito é do rosto dela, que no vídeo do jogo onde é narrado um pouco da história, o rosto da mãe sempre está embaçado.

No momento que o jogo deixa o jogador fazer parte da história, Artyom está com 20 anos, estamos no ano de 2034 e a explosão nuclear ocorrida 20 anos atrás chamou a atenção do grupo Dark Ones, seres que não moravam no planeta. Segundo os personagens do jogo, os Dark Ones são “aqueles que vieram propagar o juízo final da Terra”, de forma que a explosão nuclear afeta o ecossistema do planeta, também afeta de alguma forma, o que está fora do planeta. Pelo pensamento dos Dark Ones, já que os humanos querem a destruição, então que sejam excluídos de vez. Nesse momento começa uma divisão de interesses, pessoas que acreditam que os Dark Ones sejam uma ameaça enquanto outros, acreditam que é preciso uma boa conversa para salvar a humanidade.

No começo do jogo existe uma perseguição a um desses Dark Ones, quando Artyom chega perto do pequeno alienígena que parece uma criança, o alienígena consegue fazer Artyom enxergar o que aconteceu. Da mesma forma que Artyom perdeu a mãe após a guerra nuclear, o pequeno Dark One também perdeu a família com os acontecimentos do jogo e está sozinho. Nisso começa uma amizade entre Artyom e o pequeno Dark One.

Artyom acredita que o Dark One possa salvar a humanidade, enquanto o alienígena quer entender o que faz o Ser Humano ser humano. Só existe maldade ou temos outros adjetivos? E com base nesse aprendizado é que o Dark One decidirá se o planeta será salvo ou não. E em quem o Dark One irá se espelhar para aprender se perdoa ou vinga-se? Em você que estará jogando. Olha a responsabilidade da situação! O jogador será o exemplo para a Rússia continuar a existir, ou ser apagada de vez do mapa, uma vez que o jogo possui dois finais baseados na sua postura durante a passagem das 30 fases da Campanha.

Metro Last Light Redux (2014)

 

“Good moves” e “bad moves”

Existe uma mecânica no jogo, e isso é importante descrever logo no começo, que define a sua postura como pessoa dentro de Last Light. Enquanto jogava tentei procurar informações sobre isso mas sempre acabava caindo em explicações muito superficiais da mecânica que chamarei de “good moves” e “bad moves” e se aplica em tudo o que é feito durante as fases para que no final você obtenha o final bom ou ruim. Nem a desenvolvedora explica como funciona. Enfim, vamos ver se consigo.

Malícia é uma artimanha existente no Truco, e também funciona em Last Light. Quando você faz um “good move”, algo bom então a tela do jogo vai piscar bem rápido, coisa de 1 segundo, às vezes o jogador na primeira vez nem percebe. Vai piscar em branco seguido por um assovio. Agora, se acontecer do jogador causar um “bad move” a tela piscará em preto e você ouvirá um uivo.

Como saber quando estou fazendo algo bom ou ruim? Abaixo fiz uma lista com algumas situações.

  • Durante o jogo encontramos vários e vários NPCs e podemos conversar com eles, é só chegar perto que eles começam a tagarelar. Se durante uma conversa você der as costas para a pessoa que está falando com você –  “bad move.
  • Sempre que um NPC falar com você, olhe atentamente nos olhos dele, preste atenção em toda a conversa, para ser um bom ouvinte. Você não precisa responder nada, então é só deixar a legenda rolar e pronto. Assim como também, prestar atenção em fofoca alheia – “good move”.

  • Salvar pessoas sendo torturadas, assaltadas, mantidas como reféns – “good move”.

  • Salvar animais em perigo, mesmo que eles ataquem você, mas colocando acima de tudo a preservação do animal – “good move”.

  • Matar alguma figura importante no enredo, sem dar a oportunidade dele se arrepender pelo que fez ou até mesmo perdoá-lo, transformando a situação em uma vingança pessoal – “bad move”.

  • Durante as fases, encontrar lugares secretos, conseguir abrir os cofres onde a chave está sempre escondida em algum canto, e encontrar as páginas do Diário de Metro (43 páginas) – um “good move”, para cada segredo encontrado (isso facilita muito).

Essa somatória de acertos e erros no final, dará a oportunidade do jogador assistir o final bom ou o final ruim. Estes são só alguns exemplos, existem muitas outras situações que o jogador viverá durante a aventura, e fica mais legal aprender na hora do jogo.

 

Jogue como achar melhor

Durante a caminhada da 1ª até a última fase, o jogador estará em constante mudança de ambiente. Nos trilhos, pelos túneis do metrô o jogador consegue caminhar normalmente, utilizando, lanterna, uma caneta-isqueiro (queria comprar uma), e uma prancheta com o objetivo da fase ou percurso, que Artyom carrega debaixo do braço. Na prancheta existe uma bússola com uma setinha verde, então, nem se preocupe em achar que vai se perder, porque a seta indica o lado que o jogador deve seguir.

Artyom só poderá carregar 3 armas, além do estojo com agulhas (medkit) e granadas que explodem, incendeiam, arremessam pregos, e armadilhas de chão que explodem quando algum inimigo passa perto.

Mas existem as áreas a céu aberto, e isso é algo que no primeiro jogo não tinha tanto, e nesse momento é que o perigo aumenta. Para respirar, só com máscaras de oxigênio, e o filtro que possui um tempo limitado, quando o filtro “perde a validade”, Artyom vai começar a tossir (e a tossir muito), então é só realizar a troca do filtro para ouvir aquela respiração de alívio e continuar a seguir pela área a céu aberto.

Com isso temos dois modos de jogo que Last Light oferece para o jogador, o Survival e o Spartan.

Survival – O jogador precisará agir de forma furtiva na maior parte do tempo, os recursos são escassos, menos munição, raros filtros de ar, e da forma como colocado “do jeito que o jogo foi projetado”.

Spartan – Neste, o jogador terá recursos de sobra, a jogada é mais rápida, pode atirar em tudo que se mover sem se preocupar em gastar munição.

O jogador consegue recuperar munição, encontrar novos filtros de ar e agulhas para curar-se comprando esses itens nos comércios encontrados nas cidades subterrâneas e também nos trilhos do metrô, no meio do caminho. Também é possível praticar o “loot“, derrubar o inimigo, mexer nas roupas para retirar os objetos deixados pelos inimigos derrubados. As balas das armas é a unidade monetária do jogo, então cuidado para não pagar as compras com a munição da arma que você está usando.

Todas as armas podem receber modificações (Mods), limitados porque são do próprio jogo, mas facilitam bastante para o seu arsenal ficar mais adequado perante o desafio, principalmente quando chega na área das criaturas que saem da água, parece até uma mistura de camarão com planta carnívora, sem falar dos gárgulas que não precisa de muito para jogar Artyom para longe com um simples pontapé.

 

Universo Metro 2033

Mesmo que Last Light não siga nada do livro e seja uma continuação de jogo para jogo, o roteiro foi escrito também por Glukhovsky, e o mais interessante é que as DLCs prestam homenagens e outros autores que fazem parte de um universo de livros com histórias de pós-apocalípse. A história de Glukhovsky acontece na Rússia, mas outros autores contam sobre catástrofes na Itália, Antártida, Polônia, é como se existisse vários outros contos semelhantes a série Metro.

A versão Last Light Redux vem com 9 DLCs, que funcionam como missões secundárias para o jogador fazer, se quiser, depois de terminar a Campanha. As missões aparecem a medida que o jogador avança na história principal. Os personagens dessas missões são outros sobreviventes, como o Artyom, só que outros protagonistas.

De todas as 9 missões, uma foi a mais brilhante, chamada Kshatryia. Nela, o jogador entra na pele de um S.T.A.L.K.E.R, um andarilho que tem como missão recuperar 30 objetos espalhados pelos arredores de uma enorme biblioteca abandonada, tudo em troca de dinheiro. O que deixa o desafio melhor é que os objetos mudam de lugar cada vez que se inicia uma nova partida. A missão presta uma homenagem para Clear Sky, segundo jogo da trilogia S.T.A.L.K.E.R de 2008. É uma forma do jogador ter uma pequena noção, entrar na aventura, mesmo que não tenha jogado a trilogia.

Metro Last Light Redux (2014)

 

4A Games esbarra com produção da Rare

Last Light, procura explicar os acontecimentos ocorridos no desfecho de Metro 2033. Mesmo sendo uma sequência, ele não quer apenas mostrar que tudo será resolvido agora e ficará tudo bem. Ele coloca o jogador em uma berlinda o tempo todo, sem avisar ao jogador. É como se o jogador não tivesse apenas o papel de perfurar a estratégia do jogo, como também serve de consciência para o certo e errado do personagem Artyom.

A amizade do humano com o alienígena, ambos jovens, chega a passar raspando em uma situação que já aconteceu em Perfect Dark, feito pela Rare para o Nintendo 64, quando Joanna Dark encontra com Elvis e formam uma parceria. 13 anos é o que separa Perfect Dark de Metro: Last Light, cuja a história não tem nenhuma relação, e mesmo assim, uma situação semelhante aconteceu.

 

Cada respiração de alívio, uma surpresa para tirar o fôlego

Durante a peregrinação de Artyom, a caminhada fica pesada para os pés, mas não, o gás aumenta ao conhecer Regina, um veículo que levará o jogador para túneis ainda mais profundos, cheios de gritos de pânico, pessoas sendo pegas como reféns e, muitas criaturas que passarão diante do foco da sua lanterna, além de rebeldes que caminham nos trilhos simplesmente para assaltar e matar. Mas não se preocupe, Regina é dura na queda.

Uma das falhas de Metro 2033 era o hit detect (sensação de danos), ao se tentar atacar as criaturas com headshot, parecia que os tiros não surtavam efeito algum. A criatura chegando perto e você, um, dois, três tiros e nada dela cair. Em Last Light isso foi corrigido, a mira das armas ficou melhor, você mira e terá a certeza que irá acertar aquele ponto. A trilha sonora está muito imersiva, com momentos meio cinema com a música seguindo o sossego e os momentos de batalha. A sequência de fases é agradável, oferecendo oportunidades para o jogador querer terminar outras vezes para tentar novas táticas. Chegando até a passar das fases sem dar um tiro ou ser atacado por nenhuma criatura.

Se você quiser andar de metrô sem se preocupar se o Bilhete Único está carregado, venha para Moscou, coloque a duologia Metro Redux em sua lista dos desejos e vença este desafio. Abaixo, você pode acessar a galeria de imagens capturadas durante o gameplay de Last Light Redux. A edição 141 fica por aqui, até a próxima!

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 27 de setembro de 2016, em Análises, Atualizações do Site, PC, PS4, Xbox One e marcado como , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: