28 motivos para acompanhar a E3 2014

E3 2014 MarvoxBrasil

Pois é, estamos chegando em um dos momentos mais aguardados dentre os gamers do Mundo, a E3 2014. É possível dizer que o evento parece ser mais empolgante do que o lançamento dos jogos mesmos, mas independente disso, a E3 é a oportunidade de sentirmos como será a identidade da 8ª geração, esta que é embalada pelo Xbox One, PS4 e o Wii U, além do universo do PC.

O que a Microsoft, a Sony e a Nintendo vai trazer para você jogar em seus devidos consoles? No fim fica aquela situação de “o que eu vou acompanhar e o que posso esperar?” É por isso que foi criado este guia, com 28 dicas do que realmente podem ser verdadeiras novidades. A E3 começa a partir do dia 9 de junho com as pré-conferências e termina dia 12 de junho. Acompanhe:

28. Sunset Overdrive

Este jogo será exclusivo do Xbox One. Uma franquia totalmente nova criada pelas mãos de quem, no passado, fez “Spyro the Dragon” e “Ratchet & Clank”. A ideia nasceu após o lançamento de “Resistance 3” e será o primeiro trabalho da Insomniac Games voltado para a nova geração. Para a galera oldschool, aqueles que sentem falta de “Jet Set Radio”, vale a pena ficar de olho.

27. Fable: Legends

Até o momento, é marcado como um exclusivo do Xbox One. Os gamers acostumados com “Fable” poderão contar com um jogo bem diferente do que apareceu há alguns anos atrás, porque este será todo em modo cooperativo e, a história se passa 400 anos antes do primeiro jogo, lançado em 2004. A desenvolvedora Lionhead já preparou conteúdo para dar e vender, programados para os próximos 5 anos.

26. Homefront: The Revolution

“Homefront” foi criado pela THQ, o problema é que a softhouse fechou e quase que a marca ficou trancafiada no limbo. Até que chegou a Deep Silver, criadora da franquia “Metro: 2033”, e junto com eles, temos a Crytek para dar vida ao já prometido “Homefront 2”, desde 2011. A continuação ganhou um nome novo, “Homefront: The Revolution” e estará disponível para o PC, PS4 e Xbox One.

25. Mortal Kombat X

“Mortal Kombat 9” foi um sólido reboot da série trazendo um jogo apropriado para os consoles da 7ª geração. “Mortal Kombat X” marcará uma nova empreitada para a NetherRealm Studios, e junto com este lançamento teremos também um filme novo nos cinemas. O melhor é que em 2015 os gamers poderão jogar este novo Mortal Kombat no PC, PS3, PS4, Xbox 360 e Xbox One.

24. Resident Evil 7

É muito provável que a Capcom mostre alguma coisa sobre “Resident Evil 7” durante a E3, nem que seja uma passada bem rápida sobre o assunto, até porque em março a Capcom fez uma promoção onde o ganhador terá a chance de aparecer no novo “Resident Evil”.

23. Battlecry

Um jogo cooperativo com batalhas em arenas abertas (open-world) com clima todo medieval onde não existem armas de fogo. Criado pela Battlecry Studios em parceria com a Bethesda, ambas softhouses da ZeniMax. No visual, será utilizado o motor gráfico id Tech 5 (“Rage”, “Wolfenstein: The New Order”). E o que parece ser uma espécie de “Team Fortress 2”, a criação conta com Viktor Antonov, o cara que desenhou os cenários de “Half-Life 2” e “Dishonored”.

22. Evolve

Mais um jogo que estava nas mãos da THQ até o encerramento das atividades. E assim como “Battlecry” quer cutucar “Team Fortress 2”. Evolve pretende mexer com o reinado de “Left 4 Dead”. Isso não seria levado em consideração se, a equipe criadora de “Left 4 Dead” não estivesse envolvida na produção deste jogo.

Para resumir a longa história: “Left 4 Dead” foi criado pela Turtle Rock Studios, então apareceu a Valve querendo abraçar a equipe (apadrinhou). A Valve gostou do “Left 4 Dead”, deu um chute na equipe da Turtle Rock e eles ficaram sem ganhar nada pelos direitos do “L4D”. Com isso, a 2K Games chamou todos para trabalhar em um novo jogo e ainda, ligou para a Crytek e pediu os direitos de uso da CryEngine. O resultado? Teremos Evolve, um jogo single player + multiplayer co-op para jogar no PC, PS4 e Xbox One. Confira mais no trailer abaixo:

21. Dragon Age: Inquisition

Uma necessária continuação de “Dragon Age: Origins” e “Dragon Age II”. Apesar desta nova criação ter sido anunciada como um RPG de mundo aberto (open-world), no fim pode acabar não sendo assim. O interessante aqui é saber que será a primeira vez na história da franquia, que o jogo utilizará o motor gráfico Frostbite 3, criado pela EA. Este terceiro jogo começou a ser desenvolvido logo após a finalização de “Mass Effect 3”, lá em 2012. Com o passar dos anos e agora com um respaldo maior da EA junto com a BioWare, poderemos ter aí um RPG carregado de novas experiências.

20. FIFA 15

Todo ano tem um novo “FIFA”, isso não é novidade. O destaque vai para o uso do motor gráfico Ignite que estreou no “FIFA 14” e só comporta os consoles da atual geração, PS4 e Xbox One. A Electronic Arts não quis desenvolver uma compatibilidade para o PC, ou seja, desde o “FIFA 14”, os PCs utilizam a Impact Engine e parece que não vai mudar por enquanto. Se você procura tecnologia em seu futebol, vá para o PS4 ou Xbox One.

19. Super Smash Bros. Wii e 3DS

Se você teve maus momentos em “Smash Bros Brawl”, está aí uma promessa que poderá renovar a sua vontade de curtir a pancadaria dos personagens da Nintendo com participações honrosas de, por exemplo, Mega Man. A última novidade está na modificação total do cenário quando o feiticeiro Kamek resolve aparecer. A Nintendo vai explorar diversas tecnologias, o que poderá dar asas para muitas ideias nos próximos jogos da fabricante.

18. Bayonetta 2

Falar de “Bayonetta” é assunto sério, antes como um jogo para PS3 e Xbox 360 para, a continuação exclusiva no Wii U. Mas não fiquem chateados, porque se não fosse por essa parceria entre a Platinum Games e a Nintendo, a probabilidade da existência de “Bayonetta 2” seria zero. A Nintendo desta vez não quis nem saber de dar palpite na criação e deixou a Platinum trabalhar à vontade.

17. Final Fantasy 15

Prometido de forma exclusiva para o PS3, o jogo está sendo desenvolvido pela equipe de frente da Square, junto com a equipe de “Kingdom Hearts II” e ainda algumas pessoas que estiveram envolvidas em “Final Fantasy VII: Advent Children”. Ao que tudo indica, a história vai pegar trechos da mitologia existente na série “Fabula Nova Crystallis”, mas não terá nenhuma ligação direta com os acontecimentos dos jogos que apareceram a partir de 2006. A Square pretende lançar o 15º jogo no PS4 e também no Xbox One.

16. Project Beast

Este é intrigante, não se sabe ao certo se teremos “Demon’s Souls 2”, ou se isso é apenas uma DLC (expansão) para o “Dark Souls 2”. O fato é que a From Software encerrou o ano fiscal em alta no último dia 31 de março, o que sugere que a softhouse tenha cacife de sobra no bolso para desenvolver um novo jogo ou até mesmo uma nova franquia. Hmmm!

15. Tom Clancy’s: The Division

Prometido para o final deste ano, a Ubisoft revolveu empurrar o lançamento para 2015, esse adiamento (ou atraso) pode estar relacionado com a versão do PC, uma vez que a Ubisoft disse que: “não será um simples port das versões dos consoles”. O destaque vai para o uso do novo motor gráfico Snowdrop Engine, que se tudo der certo com a programação deste jogo, será utilizado em futuras criações da softhouse francesa, inclusive “Assassin’s Creed”.

14. Tomb Raider 2

A Crystal Dynamics gostou de recriar a Lara Croft, e uma continuação não está fora dos planejamentos. Durante a Comic-Con 2013, em San Diego foi mencionado que a editora Dark Horse Comics quer produzir HQs da série “Tomb Raider”. Em seguida, Phil Rogers, CEO da Square Enix ocidental, confirmou que o próximo capítulo de Lara Croft está em desenvolvimento somente para os novos consoles.

13. Super Mario Wii U

A Nintendo sempre diz que está trabalhando em novos jogos da franquia Mario, recentemente vimos a chegada de “Mario Kart 8”, logo mais teremos “Super Smash Bros”, e talvez não tenhamos nada para ver sobre o universo exclusivo do Mario nesta E3. Pode ser até que a Nintendo esteja trabalhando em uma continuação para o “Super Mario Galaxy”, já que os dois jogos obtiveram muito sucesso durante a vida do Wii.

12. Novo Borderlands

Por enquanto é aguardado a chegada de “Borderlands: The Pre-Sequel”, como uma despedida da série Borderlands na 7ª geração. Se futuramente existirá um “Borderlands 3”, ou quem sabe a 2K pode pensar grande e criar “Borderworld”. Falando sério, “The Pre-Sequel” é um lançamento parecido com o que aconteceu com “God of War: Ascension” e “Gears of War: Judgement”. Todos lançados para dar aquela encerrada na geração.

11. Battlefield: Hardline

“Battlefield” sempre foi produzido pela própria EA e seu estúdio DICE, até o momento do anúncio de “Battlefield: Hardline”, que está sendo desenvolvido pela primeira vez por uma nova equipe. Nada menos que o estúdio Visceral Games, de onde saíram todos os jogos da franquia “Dead Space”. Sangue fresco, novos talentos e um clima muito mais renovado para a franquia “Battlefield”, para os jogadores que são fãs e também aqueles que querem começar a experimentar.

10. Far Cry 4

Tanto “Far Cry 3” quanto sua expansão “Blood Dragon” foram muito bem recebidos pelos gamers fãs da franquia. A Ubisoft não perdeu tempo e já quer trazer “Far Cry 4” que até então continua sendo previsto para novembro. A história original de Jason trouxe uma experiência mais viva, tanto nos momentos de encontro com animais, quanto o modo stealth. “Far Cry 4” levará o jogador para as montanhas místicas do Himalaia e só de olhar a imagem de capa (acima), já passa um ar de insanidade, acredita-se maior do que foi mostrado pelo alucinado Vaas.

9. Assassin’s Creed: Unity

A estreia da franquia na nova geração, produzida apenas para o Xbox One e PS4, e vai levar ainda o jogador para viver a época da Revolução Francesa, sem Desmond, mas apresentando um novo personagem chamado Arno. Como o enredo se passará na França, haja detalhes para a criação da “cidade luz”, não faltará lugares fantásticos para explorar.

8. God of War no PS4

A Sony Santa Monica já anunciou que apresentará algo novo sobre “God of War” durante a E3, isso é bom! Porque, a série precisa mesmo continuar, só que ao invés de apenas retocar o visual e fazer o gamer encarar o mesmo sistema de combate, a Sony está com alguma carta na manga, esperamos ver algo que chacoalhe de vez a série e nos mostre um futuro satisfatório.

7. Destiny

O casamento entre Bungie e Microsoft foi algo muito marcante desde o início do Xbox, a partir do momento que a criadora de “Halo” decidiu seguir um rumo próprio, eis que surge “Destiny”. Um projeto próprio da Bungie que agora contará com a parceria da Activision e isso vai durar 10 longos anos, ou seja, este não será o primeiro trabalho em conjunto. O jogo será lançado em setembro para o PS3, PS4, Xbox 360 e Xbox One, foi todo inspirado em filmes de Clint Eastwood, “Star Wars Jedi Knights”, “Senhor dos Anéis” e histórias de ficção científica.

6. Halo 5: Guardians

“Halo” está nas mãos da 343 Industries desde 2009 com “Halo Waypoint”. “Halo 5” será a estreia da franquia no Xbox One. Apesar do jogo anterior não ter sido tão aclamado, a Microsoft recebeu diversos elogios referente ao modo multiplayer, e espera-se que “Halo 5” apareça durante a conferência da Microsoft ou em algum momento ainda na E3 2014. Seria muito bem-vindo pelos fãs e também, é uma forma da 343 dar um chute certeiro no futuro da franquia.

5. Call of Duty: Advanced Warfare

“Call of Duty” sempre foi produzido pela Infinity Wards desde que o mundo é mundo. Este que é considerado o 11º jogo principal da franquia será criado pela Sledgehammer Games, pela primeira vez. Esta nova softhouse foi fundada em 2009 por ex-funcionários da Visceral Games, que trabalharam em “Dead Space”. Apesar da Sledge ter participado junto com a Infinity para criar “COD: MW 3”, agora será o momento da Sledge caminhar sozinha e criar este novo “COD” sem a ajuda da equipe principal. Vamos acreditar e torcer para que a Sledgehammer desenvolva um “COD” inovador, fresco e cheio de entusiasmo.

4. The Witcher 3: Wild Hunt

As softhouses ditas pequenas, podem não ter uma enxurrada de jogos e produções em seu portfólio, mas de alguns anos para cá elas tem demonstrado uma enorme vontade de crescer. A CD Projekt conseguiu tornar a franquia “The Witcher” em uma marca sólida e querida em todo o Mundo, e com isso, já prepara “Wild Hunt” que fechará a trilogia. Esta pequena softhouse da Polônia tem outras criações para mostrar, um exemplo, é “Cyberpunk 2077”, uma pena que só conseguiremos jogar algo a partir de 2015, entretanto, veremos mais na E3 2014.

3. The Legend of Zelda Wii U

“Hyrule Warriors” não é bem o “Zelda” que queremos para o Wii U, sendo mais uma piadinha do Shigeru. Nós sabemos que o dia em que veremos o verdadeiro “Zelda” no atual console da Nintendo vai chegar, sempre chega. Os jogos da franquia “The Legend of Zelda” costumam extrapolar em beleza, jogabilidade e tecnologia, e quem sabe dessa vez possamos ter novas experiências com o uso do GamePad, vamos torcer para o Iwata tornar isso realidade.

2. Uncharted 4

Está aí uma situação complicada, todos sabemos que “Uncharted” é uma criação da Naughty Dog, o problema é que agora a softhouse tem outro jogo de peso para cuidar, “The Last of Us”. Só no começo deste ano, pessoas envolvidas na criação de “Uncharted” saíram da Naughty Dog.

Amy Hennig, que é a escritora e diretora criativa saiu, foi para a Visceral Games cuidar de um jogo novo do “Star Wars”. Justin Richmond que fez o “Uncharted 3” e que poderia ser o diretor do 4º jogo foi para a equipe de “League of Legends”, na Riot Games. E por fim, o narrador do trailer abaixo, que poderia ser a voz de Drake na nova aventura não faz mais parte da equipe. A única coisa certa é que “Uncharted” para o PS4 foi passado para as mãos da Bend Studios, que ajudou a levar a franquia para o PS Vita e que no passado criou a série “Syphon Filter”. O único problema é que a Bend já está produzindo um jogo chamado “Kill Strain”, que ao traduzir fica “Estilo Matador/Assassino”. Então, “Uncharted: Kill Strain”? Acho que não.

1. Metal Gear Solid: The Phantom Pain

Ok, Kojima já lançou o “Ground Zeroes”, já disse que é um prequel. Então, que venha o verdadeiro 5º jogo de “Metal Gear Solid” para trucidar o hardware com a fantástica Fox Engine e um universo 200 vezes maior do que foi apresentado em “Ground Zeroes”. A empolgação é grande, ainda mais quando o criador diz que “iremos experimentar um verdadeiro mundo aberto”, se ainda tivermos a oportunidade de ver a missão Operation Intrude N313, do primeiro “Metal Gear” do MSX com visual da nova geração, seria um presentaço para a turma oldschool.

Muitos outros jogos vão aparecer, a E3 não será resumida em apenas 28 jogos, então, aproveite para anotar o horário das principais conferências.

9/6 às 13h, Microsoft;
9/6 às 16h, EA;
9/6 às 19h, Ubisoft;
9/6 às 22h, Sony;
10/6 às 13h, Nintendo.
10/6 das 15h35 às 20h, Treehouse da Nintendo;
11/6 das 13h15 às 22h, Treehouse da Nintendo;
12/6 das 13h30 às 21h, Treehouse da Nintendo.
Acompanhe as transmissões da Nintendo, aqui.

Uma sugestão para quem pretende acompanhar a E3, é o site da emissora americana Spike TV. Eles tem um programa chamado “E3 All Access Live” com informações em tempo real, as conferências, entrevistas com os criadores dos jogos, e tudo relacionado ao evento que faz a indústria dos games parar por pelo menos 4 dias. As transmissões vão começar no dia 9, aqui.

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 4 de junho de 2014, em Especiais e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Com certeza man! Obrigado pelo elogio.

    Curtir

  2. Exato, liga lá pra Big N. \o/

    Curtir

  3. Metal Gear V vai ser foda, mas não tenho vídeogame para jogá-lo. Então Nintendo, me manda Zelda, Metroid, Star Fox e F-Zero que eu fico feliz😛

    Curtir

  4. Realmente, Marvox. Acho que tem muita coisa bacana pra ser anunciada pelas empresas nesta E3, agora que o foco é software e não hardware. Vc listou muitos aí que estou curioso pra ver.
    Creio que quem tem muito pra apresentar é a Nintendo, mesmo que seja no formato dela (fora da E3, no Nintendo Direct). O futuro do Wii U depende disso. Não duvido que com o hype todo em cima do Mario Kart 8 eles não anunciem alguns outros jogos além destes que vc mencionou, tipo um Metroid. Mas queria mesmo era um F-Zero! No Wii U ficaria bacana.
    Um que vc não listou e para mim é um chamariz é o Sonic Boom. Estou curioso com o jogo, já não curti o design novo dos personagens, mas se a jogabilidade for boa acaba se salvando. E isso é importante pra SEGA, o mascote continua desacreditado mesmo com os últimos jogos tendo alguma boa aceitação por parte do público.
    Ótimo post, que chegue logo a E3! \o/

    Curtir

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: