Ed.Nº 89 – Brasil dos Games: Oniken

Ed89-OnikenMVX

Faaala gamers do Brasil! A partir de agora você confere a edição 89 do Blog MarvoxBrasil. É com muita alegria que abriremos o ano com um jogo brasileiro, criado pelo estúdio JoyMasher, conheçam um pouco mais sobre Oniken que foi lançado em 2012 para o PC, MAC e Linux e também está prestes a entrar na lista de jogos do Steam. Acompanhem:

Oniken000

O Primeiro Contato Com Oniken

Em 2012, estive presente em um evento realizado na cidade de São Paulo chamado, Game Festival. O momento foi muito oportuno porque tornou possível para o público o conhecimento deste e de diversos outros jogos desenvolvidos por estúdios brasileiros. O local que comportou o festival foi o Museu da Imagem e do Som. E dentro do Museu, os visitantes contavam com uma área inteira só para o Game Festival, onde por todos os lados tinham computadores e em cada máquina estava um jogo, seja em demonstração ou completo para jogar à vontade. Eu consegui testar todos os jogos, e um dos jogos que mais achei fascinante foi o título Oniken. No evento o jogo ainda estava como demonstração, então tinha apenas duas fases. E aqui no Blog MarvoxBrasil, você vai conferir um pouco de tudo o que acontece dentro do jogo completo.

Oniken001

No jogo, você controla o personagem Zaku, atualmente ele é um mercenário, mas em um passado, o protagonista enfrentou momentos difíceis ao revoltar-se com a política em que as máquinas mandavam nos humanos. É aí que uma milícia levantou-se e quis lutar contra esse partido opressor denominado de Oniken. Após o primeiro Start, você conhece o General Zhukov, que pede a ajuda de Zaku. Aliados ao general estão, outros dois personagens: Rico o piloto que fará o trabalho de levar você de fase em fase a bordo de uma nave, e Jenny, que ajudará de forma “espiritual” na indicação dos caminhos que você deve seguir durante o jogo. De escolhidos para um trabalho difícil, tudo acabou transformando-se em uma grande amizade.

Nostalgia e Trabalho

Entender a mente criativa de quem fez o jogo é algo muito complicado, vai além de jogar, porque muitas vezes a criação passa por tantas mãos que isso pode, na maioria das vezes, acabar por tirar a essência de elementos que faz o jogador ficar entretido com o jogo. O que não acontece em Oniken. O que temos aqui, leitor, é uma viagem dentro da mente nostálgica dos desenvolvedores Danilo Dias e Pedro Paiva com tudo o que eles passaram em jogos como: Ninja Gaiden, Shadow of the Ninja, Contra e diversos outros títulos existentes no NES. E mesmo que esses tenham sido o caminho para o desenvolvimento de Oniken, é possível absorver sensações de estímulos vivenciados durante os anos 80 e 90, e os gamers que hoje tem aí seus 20 a 30 anos irá rever situações que farão as lembranças voltar à tona, por exemplo, nos diálogos existentes no enredo do jogo Oniken, existe uma comparação muito forte que é possível perceber para quem assistia as antigas séries: Jaspion, Changeman, Flashman, onde sempre existia um vilão maior rodeado por diversos outros capangas que soltavam frases de efeito como: “Tal pessoa está morto, como isso é possível?”. E outro vilão chega e diz: “Deixe comigo, que meus guerreiros cuidarão disso, da próxima vez ele não terá tanta sorte assim”. Víamos esse tipo de diálogo direto nas séries que passavam na TV. Isso faz sua cabeça explodir o tempo todo de tão confortável que é o clima de Oniken e você fica mais entretido para querer saber o que mais vai acontecer no jogo . É inacreditável!

Oniken002 Oniken003 Oniken004 Oniken006 Oniken007

O Desafio Em Oniken

A dificuldade de Oniken está emparelhada com a dificuldade da maioria dos jogos de ação lançados para o NES. Você tem o elemento do respawn, ou seja, se você avança a tela e depois volta para trás os inimigos reaparecem, como sempre acontecia em Mega Man. E como todo jogo da época, existe sempre um jeito estratégico para você passar por todos os desafios, saber a hora certa de investir em um ataque, decorar o local onde o tiro do inimigo não chega, e saber o momento certo para atacar o chefão na vontade de sobreviver para ver a próxima fase. Não é em todo jogo que isso acontece, quem jogou NES e lembra dos jogos de ação que envolve plataforma sabe que é mais fácil morrer do que passar de fase e que você tinha que morrer e voltar várias e várias vezes até pegar o jeito. Os jogos da série Contra são assim. E ainda existem objetos escondidos nas paredes que relembram o jogo Castlevania. E quanto à trilha sonora, músicas que casam exatamente com a ação e não são repetitivas de um jeito que fica chato de ouvir, elas são naquele estilo em que quando você menos espera, estará cantarolando, pelo fato do áudio ficar grudado na sua mente por vários dias da semana.

Oniken008 Oniken009

O jogo é uma ótima pedida para quem gosta de encarar no final de cada missão, chefes gigantescos que carregam um ponto vital para que assim sejam derrotados. Também existem os subchefes, que não deixam a ação por menos. Um dos chefes que mais chamou a minha atenção foi na Missão 4: Enemy Supply Route, em que você precisa equilibrar-se em uma plataforma móvel que movimenta-se da esquerda para a direita, e o chefão é um robô enorme e dourado e você precisa subir no punho do robô para desvencilhar golpes de espada na cabeça do chefão.

Oniken011 Oniken013 Oniken014 Oniken015 Oniken016 Oniken018

Mais Jogos Brasileiros

Oniken é um título exemplar, demorei 4 dias para ver como é o desfecho de todo o jogo. A criação merece nota 10 em todos os quesitos devido a enorme diversão proporcionada. Contar sobre um jogo internacional é muito simples, porque existem jogos a rodo por aí, entretanto, quando temos aqui um jogo feito por mãos nacionais, é aí que vem a pergunta: O que você está esperando para jogar? O Blog MarvoxBrasil apóia a vinda de jogos desenvolvidos por estúdios como a JoyMasher. Tivémos recentemente o lançamento do jogo Mr. Bree+ da TawStudio e ainda veremos o jogo Xilo, desenvolvido pela Facisa e seu Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais e, também contou com a colaboração de alunos da Universidade Federal de Pernambuco. Tanto o Mr Bree+ quanto o Xilo estavam presentes durante o Game Festival, e pelo pouco que deu para ver estão sensacionais. Acompanhem nos vídeos abaixo um pouco dos jogos Mr.Bree+ e Xilo, para conhecer mais.

Game: Mr. Bree+  (TawStudio, 2013)

Game: Xilo (Facisa e Universidade Federal de Pernambuco) Ainda sem data de lançamento.

Jenny, Ao Resgate

Oniken019

A Edição 89 ainda não acabou, saiba que além de jogar com Zaku que é o personagem principal, você também poderá jogar com Jenny, ao comprar a versão completa, gratuitamente receberá uma nova fase, que na contagem correta é a sétima fase. Começar com um personagem que utiliza espada e continuar o jogo com uma outra personagem que utiliza metralhadora, a experiência muda bastante. E a fase é comprida, com objetivos que vão de desarmar bombas e resgatar reféns, além de um chefão novo. Confira nas imagens um pouco da fase especial existente em Oniken.

Oniken020 Oniken022 Oniken023 Oniken026

Acompanhe os 27 segundos da fase com Jenny

Sinal Verde Para Oniken no Steam

Oniken estava em votação pelo Steam GreenLight e devido ao grande número de votos, segundo a própria Steam, a Valve já prepara o lançamento de Oniken no Steam. Cliquem em Oniken no Steam para ler a mensagem, realmente a galera da JoyMasher merece.

E esta foi a edição 89 do Blog MarvoxBrasil. Se você curtiu, venha contar sua experiência com Oniken. Aproveitem para acessar o site oficial do jogo Oniken, baixem a demo, comprem o jogo e curtam até o fim. Inclusive a JoyMasher já planeja um novo jogo chamado Odallus, que também joguei, mas conto sobre ele na edição 90. Para finalizar, deixo um excelente vídeo do Canal ZeroQuatroMídia, que foi publicado em 17/07/2013 e que mostra uma entrevista bastante reveladora com a equipe da JoyMasher. Eles contam muita coisa legal sobre como foi o processo de criação do jogo Oniken e você não pode deixar de assistir.

Entrevista JoyMasher, feito pelo Canal ZeroQuatroMídia, em 17/07/2013

Longplay Oniken

Site oficial de Oniken: joymasher.com/oniken/

Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais da Facisa – jogosdigitais.cesed.br

Aguardem por novas edições do Blog MarvoxBrasil, e até a próxima!

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 14 de janeiro de 2014, em Análises, PC e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Verdade BCP, é isso aê, e vê se joga cara porque é bem legal!

    Curtir

  2. A arte desse jogo é tão fiel aos 8bits que acho que daria até pra fazer uma conversão e lançar um port direto para o Nes. Já pensou?

    Muito bom mesmo, principalmente pra quem curtiu Ninja Gaiden, é a pedida certa.

    Curtir

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: