Ed.Nº 81 – S.T.A.L.K.E.R – A Trilogia de um Desastre [Parte Final]

MVXED81STKCP

Faaala gamers do Brasil! O que dizer destes três títulos: Shadow of Chernobyl, Clear Sky e Call of Pripyat. Vendo assim parecem três jogos totalmente diferentes, mas não. Trata-se de subtítulos de um mesmo universo. O universo do jogo STALKER, que é exclusivo para o PC. Um jogo lançado pela softhouse ucraniana GSC Game World e publicado na América do Sul, do Norte e Austrália pela bitComposer Games. A história de um desastre nuclear real que aconteceu em 1986 transportado para o mundo virtual. Esse assunto é algo que ainda provoca curiosidade em muita gente. E o Blog MarvoxBrasil, começou na edição 77 – A Trilogia de um Desastre – justamente para relatar os momentos marcantes dos três jogos e ajudar aqueles que ainda vão se aventurar, seguimos para a edição 78 e finalmente agora, na edição 81 posso dar por encerrada a caminhada. Eu cheguei em Pripyat, não foi fácil. Minha caminhada, vocês conferem a partir de agora. Acompanhem!

STKCPCapa

A Madrugada Radioativa

Era madrugada quando o Chernobil 4 explodiu, a névoa que tomou conta do ar viajou até Pripyat. Uma situação das mais traidoras foi o fato do Governo Ucraniano da época não queria alastrar o pânico, ou seja, não queriam avisar nenhum dos moradores da cidade, mas isso não foi uma situação pequena como queimar carne na churrasqueira, a fumaça é tóxica mas todos sobrevivem, agora, não querer avisar no meio de uma contaminação radioativa de grande proporção? E todos com certeza poderiam morrer aos poucos, mas já era tarde demais. O momento era crítico e devido a diversas pressões de países vizinhos, Pripyat foi evacuada e seus mais de 200 mil habitantes foram embora para fugir da alta radiação que contaminava tudo por onde passava. A cidade, parou no tempo.

STKCP006STKCP007

Creio eu, além de todo o caos da situação, um outro ponto que ainda chama bastante atenção é o fato da cidade na época ter ganho um Parque de Diversão. Tudo aconteceu tão rápido que o tal Parque nem teve tempo de receber os moradores e as centenas de crianças que moravam em Pripyat, o que resultou em uma área que nem sequer foi inaugurada, e o pico mais inesquecível e que até hoje está em pé é a enorme Roda Gigante que aparece ao fundo do menú do jogo, e ainda dá uma vontade de chegar lá só para ver a realidade posta no jogo e ver se realmente o clima de abandono de Pripyat foi absorvido pelos criadores de S.T.A.L.K.E.R: Call of Pripyat.

Tecnologia

Apesar do título ter sido lançado em 2010, muitos podem achar que é um jogo pesado, mas digo à vocês que não é. O empenho na criação foi tanta, que o jogo suporta desde as placas com DirectX 8 até as mais avançadas já com o DirectX 11. Tudo isso foi feito para que todos possam jogar esta última versão da trilogia S.T.A.L.K.E.R e melhor ainda, ter a oportunidade de caminhar pela cidade fantasma de Pripyat. O melhor e mais legal da parte dos criadores é ter feito um jogo onde não é preciso preocupar-se com as duas versões anteriores para compreender a aventura. Esta pode ser considerada a versão definitiva e que conta um resumo de tudo o que aconteceu tanto na história real, da própria explosão da usina nuclear em Chernobyl há 27 anos atrás, quanto a história do jogo mesmo. Então, se você quiser apenas jogar Call of Pripyat sem dar atenção para as outras duas versões anteriores, você pode e sem problema algum.

STKCP004

Quem é Você Nesta Versão?

Nos dois primeiros jogos, em Shadow of Chernobyl e Clear Sky, você era um mercenário que aceitava qualquer trabalho na troca de informações sobre o tal Strelok. Em Call of Pripyat, você encarna na pele de um soldado das forças armadas que tem como objetivo descobrir o que aconteceu com alguns helicópteros do exército que foram até Pripyat em busca de algumas respostas e no final todos sumiram inesperadamente. Cada um dos helicópteros caíram em pontos isolados e caberá à você ir até o local de cada destroço para investigar o que aconteceu.

STKCP008

PRESSAB

E a partir de agora, acompanhem um pouco mais sobre a caminhada até a Cidade de Pripyat. O jogo começa na região de Zaton, continua na região de Jupiter e finaliza na própria Pripyat. Foram momentos de grandes desafios que vocês conferem nas imagens à seguir:

STKCP001 STKCP002 STKCP003 STKCP010 STKCP011 STKCP013 STKCP014 STKCP015 STKCP017 STKCP018 STKCP019 STKCP020 STKCP021 STKCP022 STKCP023 STKCP024

E a Edição 81, não pára por aqui. Agora, você pode conferir abaixo, um documentário que passou no National Geographic e que conta um pouco como tudo aconteceu em Pripyat. As imagens que aparecem no vídeo da NatGeo estão lá no jogo. É impressionante! Assista porque é muito legal e a explicação é bastante dinâmica.

NatGeo: Segundos Fatais, Catástrofe em Chernobyl [Áudio: Português]

Com isso, a série Stalker: A Trilogia de um Desastre. realizada pelo Blog MarvoxBrasil fica por aqui. Shadow of Chernobyl, Clear Sky e Call of Pripyat, qual você gostou mais? E se você não jogou, e gosta de games que mexem com realidades fatídicas, valerá a pena cada minuto. As partes 1 e 2 da Trilogia de Um Desastre, estão nos links abaixo. Acessem para conhecer os jogos de 2007 e 2008 e aproveite para responder a pesquisa da edição, é um clique que dura menos de um minuto. Vejo vocês na Edição 82, até a próxima!

Edição Nº 77 – S.T.A.L.K.E.R – A Trilogia de um Desastre [Parte 1] (S.T.A.L.K.E.R: Shadow of Chernobyl)

Edição Nº 78 – S.T.A.L.K.E.R – A Trilogia de um Desastre [Parte 2] (S.T.A.L.K.E.R: Clear Sky)

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 26 de junho de 2013, em Análises, Especiais, PC e marcado como , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Faaala BCP, bem vindo de volta carinha!

    Curtir

  2. Eae mano marvo, bcp aqui. Saudade cara, passa teu celular pra mim, por favor. Pode ser pelo email mesmo.

    Curtir

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: