Ed.Nº 71 – MeMe: O Que Você Jogou Em 2012?

CapaMeme2012

Mais um ano vai acabar. O relógio não pára e, em poucos dias será o fim do Calendário Maia. A data do fim do Mundo é 21/12/2012. Mas neste momento, uma outra data cabalística surge – o dia 12/12/12. Vários sites do gênero Games/Jogos juntaram-se para mostrar para os leitores, os games que marcaram cada um durante o ano. E aqui no Blog MarvoxBrasil, você pode conferir os games que fizeram toda a diversão nas minhas horas de lazer. E não esqueça! Acesse os outros sites também para saber o que a galera jogou durante o ano de 2012,  acompanhem.

MeMe2012Capa

Em 2012, estive em período de mudança da minha residência, então fiquei alguns meses sem internet e computador e com isso, nada mais justo que aproveitar o que eu ainda não tinha jogado ou terminado em meu Nintendo Wii. Meu ano começou assim, pude curtir alguns games no PC, depois Nintendo Wii e novamente, pude voltar para o PC onde atualmente entrei de cabeça na coletânea do game F.E.A.R. Segue abaixo minha lista especial.

PRESSAB

MEME2012000

Quando conheci? – Durante a EGS 2004, em São Paulo. Dentro de um stand, o jogo estava sendo rodado em um computador com uma fonte de 1000Watts e estava bem numa das pistas onde um radar de aeroporto despenca no meio da pista.

Como que é? – O game gira em torno de um reality show, onde o objetivo é tirar os oponentes da pista através de partes destrutíveis disponível no decorrer do percurso. Não adianta apenas correr, precisa aproveitar as curvas para desferir slides e aumentar o nível de força para destruir o cenário a seu favor, claro que quanto mais forte estiver o nível de força, melhor será para você que poderá pegar com uma simples destruição, um número maior de oponentes que estiver em sua frente, ou na traseira. De forma que a idéia aqui é um reality show, aqui existem Seasons(Temporada, em português) igual ao termo utilizado nos seriados da TV quando aparece um novo número de episódios e a criatividade para destruir é enorme.

Do que mais gostei? – Tem uma missão que acontece no meio de um imenso canal e o jogo coloca vários caminhões que arremessam tonéis explosivos. É um pesadelo ter que fugir daquilo e vendo um monte carros sendo arremessados para o céu. Gostei do desafio dessa missão.

Do que não gostei? – Às vezes o que você escolheu para destruir vira uma arma para você mesmo. Então muitas vezes se você não calcular bem onde e quando vai destruir o cenário, poderá ser acertado por seu próprio erro. E nem sempre você está afim de calcular, ainda mais quando você quer jogar apenas para causar.

MEME2012001

Quando conheci? – Após ter comprado No More Heroes.

Como que é? – O visual é todo em preto e branco, traços de história em quadrinhos mesmo e o chamativo é que o colorido está no sangue. É um game bastante agitado que conta a história de um cara que precisa participar de uma espécie de reality show da morte onde pessoas apostam em quem vai morrer. Quando ví a história do jogo, lembrei de um filme chamado Aposta Radical, onde acontece a mesma coisa, com praticantes de Le Parkour.

Do que mais gostei? – Para mim que joguei Manhunt 1 e 2, achei este jogo muito parecido no sentido de utilizar vários objetos da fase como arma. Então você pode montar combos ao somar vários apetrechos para detonar os inimigos. Por exemplo, pega o cara e coloca ele dentro de um tonél, depois pega uma placa de trânsito e finca na cabeça do inimigo, em seguida agarre o inimigo e arremesse dentro de um latão de lixo onde a tampa fecha e corta a cabeça do coitado. Então, o jeito de detonar os inimigos é muito variado, sem contar que o personagem principal guarda uma serra elétrica retrátil em um dos braços. é uma chuva de sangue maior que No More Heroes.

Do que não gostei? – Só depois de muito tempo você descobre que existem itens secretos para pegar e às vezes você nem imagina que pode ir até uma determinada parte. Tem horas que é fácil sentir-se perdido no cenário e perguntar-se: “e agora, pra onde eu vou?”, mesmo com o mapa mostrando o caminho.

MEME2012002

Quando conheci? – Após zerar Driver Parallel Lines, apareceu um vídeo que mostrava o trecho inicial do Driver 1, quando o personagem anda pela garagem. Lembro até que eu e muitos pensaram na época que este seria um remake HD do primeiro Driver lançado em 1997. Seria legal se lançassem mesmo um remake HD.

Como que é? – A versão que joguei é a do Wii e existe uma diferença enorme no enredo. Enquanto a versão de PC/Xbox360/PS3 mostra um personagem chamado Jericho que volta de Istambul e encontra a dupla Tanner e Jones. A versão de Wii coloca o próprio Tunner numa sequência que ocorre depois do primeiro Driver de 1997 e antes do Driver 2 de 2000. Então o jogo desenrola-se entre as décadas de 70 e 80. Então, para quem curte Driver e sua série vai gostar muito da versão do Wii porque preenche de forma jogável o que acontece entre as duas primeiras versões.

Do que mais gostei? – Que o game resgata a primeira versão onde você joga apenas dentro do carro, sem sair pra lá e para cá. Não que eu não goste, mas nem sempre é legal ver “cópias” de GTA no sentido da jogabilidade. Se Driver 1 fez sucesso e era assim, vale a pena jogar este também.

Do que não gostei? – As missões são muito longe, nem Driver Parallel Lines que retrata Manhattan na íntegra era tão cansativo assim. E o lance de ter que acessar o menú para ir para o mapa, devia ter um botão próprio para acessar o mapa.

MEME2012003

Quando conheci? – Através de um vídeo na internet.

Como que é? – James Bond é vivido por Daniel Craig e não mais por Pierce Brosnan. O game foi um resgate ao sucesso de Goldeneye para Nintendo 64. Tudo acontece logo após Quantum of Solace. O visual do jogo foi feito com a Engine de Dead Space Extraction, então deram uma mexida e ficou um pouco mais atualizada. Existem cenas e situações que não aparecem na versão do N64 e isso foi legal porque esticou o game e a diversão ficou maior.

Do que mais gostei? – Para mim que joguei a versão de N64 e depois esta, em várias partes surge aquele pensamento de “no N64 não tinha isso” e é legal ver as fases refeitas e pensar, “e se fosse assim, em 1997?” Então você consegue fazer várias comparações na cabeça e ver como agora conseguiram pensar em situações que não tinham sido pensadas antes. Inclusive, o modo multiplayer é online. Agora a brincadeira ficou séria.

Do que não gostei? – A legenda é muito pequena, podiam ter padronizado com a legenda de cinema.

MEME2012004

Quando conheci? – Pela notícia de que após uma atualização do Portal 1, o chiado que aparece no rádio ao ser convertido em imagens, apareceu cenas do Portal 2.

Como que é? – Novamente você na pele de Cell, GLaDOS não é mais o vilão máximo do jogo, existe outro mentor do famoso labirinto humano. O game abre espaço para novas brincadeiras com física. Agora, o lance nessa história acontece décadas depois de Half-Life 2, enquanto o primeiro lançado em 2007, pega a linha entre o primeiro Half-Life e o Half-Life 2. Então, se a história de Portal 2 tiver algum peso na continuação de Half-Life 2, ficou sendo algo muito curioso.

Do que mais gostei? – Existem três tipos de Gel, em um determinado ponto do game, onde é possível deslizar, caminhar lentamente, rebater o corpo como se fosse um pinball e o fato de combinar cores para criar um destes géis. Agora o interessante é que, Portal 2 não é pesado, mesmo com todo o conteúdo modernizado do game, e o melhor, tem modo cooperativo, ótimo para chamar alguém e compartilhar a diversão.

Do que não gostei? – Existem alguns momentos onde é possível sentir-se sozinho demais, porque depois que você desvenda o quebra-cabeça, é preciso caminhar para o próximo e essas caminhadas são mais longas que no primeiro Portal.

MEME2012005

Quando conheci? – Após o curta do Half-Life 2 produzido por fãs. Lembro na época que a primeira idéia era recriar o Half-Life: Blue Shift.

Como que é? – Você é Gordon Freeman, um cientista que vai trabalhar em Black Mesa, um complexo científico gigantesco localizado no Novo México. E lá dentro após empurrar um cristal dourado, ocorre a abertura de um portal que libera diversos alienígenas do planeta Xen. Então, o próprio cientista que causou todo o estrago precisa achar a resposta para tudo isso. O game é um remake do primeiro Half-Life lançado em 1998, e o melhor, é gratuito para baixar e instalar no computador. Não precisa ter o Half-Life 1 instalado.

Do que mais gostei? – Existem situações totalmente diferente da versão de 1998. Tem uma parte em que um avião de carga libera soldados de elite e o jeito de parar de aparecer esses soldados é detonar de vez o avião. Os inimigos também ganharam uma inteligência artificial bem diferente da época.

Do que não gostei? – Gordon Freeman pula numa altura menor que na versão de 1998. Então é muito fácil errar os pulos para alcançar plataformas. Até perdi a conta das vezes que tive que dar Load para voltar a cena e tentar de novo. Outra situação é que Gordon Freeman não encontra Nihilanth, o chefão do primeiro game, diz que haverá uma continuação, espero que venha logo.

O Blog MarvoxBrasil mostrou um pouco como é este remake na edição 69. Clique aqui para ler e edição.

MEME2012006

Quando conheci? – Após comprar o Pack completo da saga FEAR.

Como que é? – Esta expansão acontece logo após o fim do primeiro FEAR. Você ainda é Point Man, o personagem principal da história que precisa dar um jeito de achar uma saída após a queda do helicóptero onde estava seus dois colegas da Força Tarefa. Durante o percurso, o game conta de uma forma mais detalhada como Alma gerou Point Man e de que forma Paxton Fettel, outro personagem marcante, consegue controlar os soldados que lutam contra você durante o game. É por tudo isso que a expansão chama-se Extraction Point.

Do que mais gostei? – Tem uma parte em que você desce numa gruta cheia de caminhos com aberturas em arcos. E de repente, uma cadeira voa com um vulto que bate nesta cadeira. Depois você continua a seguir caminho e quando percebe vê dois olhinhos vermelhos andando na sua direção, mas você não enxerga eles. Não acreditei, são sombras que você precisa utilizar o “Slow Motion”(uma ação especial do personagem no game) para acertar esses inimigos com uma bela voadora.

Do que não gostei? – De uma área cheio de contêineres e vira uma arena ao estilo Counter-Strike e lembro que morri umas 10 vezes para tentar passar porque os inimigos são tão ágeis que você não sabe se vem por cima ou por baixo. Achei desnecessária essa parte.

MEME2012007

Quando conheci? – Também no Pack da saga FEAR.

Como que é? – Não esperava, mas esta expansão é completamente diferente. Aqui o game desenrola-se no meio de uma tropa de elite descobre que situações estranhas andam acontecendo na cidade. O mais legal é que o personagem principal é um cara que não acredita em nada das situações tenebrosas das reportagens. E ao longo do game, o personagem começa a se sentir envolvido com a história e começa a ver coisas e inclusive começa a achar que ficou louco. Mas o objetivo é encontrar a fórmula que fez Paxton Fettel, interessar-se em libertar Alma para o Mundo.

Do que mais gostei? – Em uma das fases ocorre um confronto com um Mecha do exército que atira mísseis. Você foge dele em um primeiro momento e ao andar pelo andar inferior do prédio começa a perceber um barulho que vem do andar de cima e o pó do teto começa a cair. De repente, um Mecha cedeu o chão e cai na sua frente, vindo do andar superior. Então, o Mecha começa a querer detonar você até que você passa por uma porta estreita. E você acha que isso pararia o bichão. É aí que ele passa pela porta, levando ladrilhos e o batente da porta. Ficou uma brincadeira de gato e rato empolgante.

Do que não gostei? – Da arma laser. Sinceramente não serviu para nada, só para brincar de escrever nas paredes, com o rastro de queimadura que deixa ao atirar.

MEME2012008

Quando conheci? – Após terminar a primeira versão, ví um vídeo sobre a continuação.

Como que é? – Um cara que teve a namorada morta ao querer sair de uma gangue de assassinos. O game é em 2D e possui uma mistura de beat’em up com shooter, hack’n slash. O personagem possui uma movimentação muito suave, podendo fazer piruetas enquanto detona os inimigos durante as fases. Shank é uma espécie de Rambo que resolve tudo sozinho e dispensa conversa. A trilha sonora, lembra muito situações de velho oeste com efeitos latinos.

Do que mais gostei? – A opção de jogar junto com um amigo.

Do que não gostei? – Essa opção é só local, não dá para jogar pela internet. Podiam ter colocado dos dois jeitos.

 O Blog MarvoxBrasil mostrou um pouco como é Shank e Shank 2 na edição 63. Clique aqui para ler a edição.

MEME2012009

Quando conheci? – Em 2008 quando mostrou que o game viria em 8 DVDs, onde cada DVD teria um Mundo, realmente este game, pelos primeiros indícios de criação seria enorme.

Como que é? – Rage conta a história de um acontecimento previsto pela Nasa para o ano de 2029. Onde um asteróide poderá colidir-se com a Terra e detonar uma área considerável. Em nosso mundo real, a Nasa ainda estuda a situação com a intenção de construir algo que altere a rota do asteróide. Na história de Rage, o asteróide conseguiu bater na Terra e extinguiu tudo que tinha no raio de colisão.

Do que mais gostei? – Os inimigos atacam das formas mais variadas possíveis. Esqueça o fato de você querer decorar os movimentos dos inimigos, é possível até ver reações diferentes à medida em que são atingidos pela arma do jogador. O game não é só tiroteio, tem momentos de exploração e corridas mortais. Fora que é possível encontrar Easter Eggs nostálgicos de games feito pela id Software.

Do que não gostei? – Muito curto, quando você percebe, o game acabou. Tudo bem que dá um ar de continuação, mas é chato ter que esperar uma próxima versão que sabe-se lá quando será lançada.

O Blog MarvoxBrasil na edição 28, mostrou uma entrevista com Tim Willits da id Software. Clique aqui para ler a edição.

Finalmente…

Posso dizer que neste ano de 2012, consegui jogar aquilo que esperava faz tempo. Um deles foi Rage e o outro foi iniciar uma sequência de jogatina com FEAR. Quero muito jogar todos porque fazia tempo que não levava sustos enquanto jogava. Espero que o Mundo não acabe porque ainda quero experimentar os games de 2013 e outros que ainda não joguei, quero jogar Far Cry 3, Bioshock Infinite, DOOM 4, GTA V e seja lá qual mais irá aparecer ao longo do ano que vem. Até a próxima, se o Mundo não acabar até lá!

Abaixo, a lista de participantes do “MeMe: O Que Você Jogou Em 2012?”

– Gagá Games e Piga (http://www.gagagames.com.br)
– Gamer Caduco (http://gamercaduco.com)
– Vão Jogar! (http://vaojogar.com.br)
– Revista Game Sênior (http://www.gamesenior.com.br)
– Video Game.etc (http://videogame.etc.br)
– GLStoque (http://www.glstoque.com.br)
– Shu Games (http://shugames.blogspot.com.br)
– Retro Players (http://www.retroplayers.com.br)
– The Twosday Code (http://yoritoshi.wordpress.com)
– Passagem Secreta (http://passagemsecreta.com)
– Cosmic Effect (http://cosmiceffect.com.br)
– Edi (FZ2D) (http://edireviews.blogspot.com.br)
– Shugames (http://shugames.blogspot.com.br)
– Nostallgia (http://olhamaemeublogdevideogames.blogspot.com.br)
– Edi (FZ2D) Retro Reviews (http://edireviews.blogspot.com)
– Forum SEGA Forever (http://segaforever.forum-livre.com)
– Fúria: blog sobre games (http://furia94.wordpress.com)
Fúria: blog sobre games (http://furia94.wordpress.com)
Retro Journey (http://retrojourney.wordpress.com)

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 12 de dezembro de 2012, em MeMe Gamer e marcado como , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 16 Comentários.

  1. Eu tenho um Wii desde 2008 e falo para você, para achar títulos bons é preciso garimpar muito viu. Fazendo uma comparação louca, pega o SNES: de 10 títulos, 8 são ótimos, no Wii: de 10 títulos 3 são ótimos. Então complica porque quando sai jogo bom, não sei porque as noticias da internet não abordam esse lado. E o Wii tem muito disso em que para determinado jogo, ao invés de contar a mesma história do Ps3, Xbox360 ou PC, ela pega uma história diferente, é o caso do Dead Space e até do próprio Driver San Francisco que eu peguei achando que seria o mesmo do PC e não é, foi bom porque me surpreendeu. =]

    Curtir

  2. Fala Marvox, gostei da matéria.

    A sua me chamou a atenção principalmente pelas muitas referências a jogos de Wii (que muita gente não gosta e tals). Driver me chamou muita a atenção e 007 já está na minha lista de futuras compras.

    Um abraço

    Curtir

  3. Vou avisar com certeza quando conseguir comprar!🙂
    Valeu!

    Curtir

  4. @Marvox

    Aê será a minha falência, rzs.

    Curtir

  5. Quando comprei Portal 2 na Steam lembro ter pago nele 10 dolares, valeu a pena porque já conhecia o primeiro e nos momentos em que você não quer sair atirando e detonando tudo, é um ótimo jogo pra calibrar a mente. MadWorld é outro que você precisa jogar, quando tiver tempo porque realmente é um jogo grande. Fico contente que tenha gostado da lista e do estilo. quando comprar portal 2, vamos jogar coop =]!

    Curtir

  6. Ah mas isso vai acontecer sim, se até pro MAC já facilitam o lançamento de alguns jogos, não será diferente pro Linux, sua hora vai chegar Rafa =]

    Curtir

  7. Opa, muito boa a lista e muito bons os “mini reviews” de cada um dos jogos, ficou bacana neste formato.
    Ouvi falar recentemente do Split/Second, não conhecia, mas um cara do trabalho recomendou. Parece interessante pela sua descrição.
    Nunca entendi Mad World muito bem, mas só assisti o jogo, nunca peguei pra jogar.
    Portal 2 é um que quero jogar algum dia, mas o fato de ter Motion Sickness não ajuda muito. Fora que não tenho PC pra rodar o jogo, então estou esperando a versão de PS3 ficar barata o suficiente pra jogar, já que ela faz cross com o PC pra multiplayer.
    Shank também tá na lista dos que preciso conhecer.
    É isso.
    Abraço

    Curtir

  8. Vale a pena sim jogar MadWorld, você vai gostar, tô agora só nos co-ops do Portal 2.

    Curtir

  9. boa jogatina, portal2 otimo tambem joguei esse ano, e mad world to doido pra joga acho que vai ta na minha lista de 2013

    Curtir

  10. O único problema do Shank pra mim é que teria que ser no PC, e eu não animo jogar muito no PC, até porque nem uso Windows. Mas vamos ver se com o Steam vindo pro Linux ano que vem e os drives de vídeo melhorando eu animo a jogar.

    Curtir

  11. Aaameeeooo… Half-Life é muito bom!

    Curtir

  12. Realmente Rafa, o primeiro Driver é marcante D+. Você que curte jogos marcantes, acredito que Shank daria à você uma experiência inesquecível. Experimente, baixe uma demo para ver se gosta e aproveite.

    Curtir

  13. Valeu João Roberto, a idéia deste MeMe é justamente essa, no fim acabamos conhecendo vários jogos que não lembramos de jogar, comece então por Driver San Francisco já que é um jogo que requer tempo livre para jogar.

    Curtir

  14. Mesa preta >>>>>>>>>>>> todos!

    Curtir

  15. Ow, bom saber que esse Driver do Wii é bacana, eu sempre gostei dessa série, lembro dela no PSX e a molecada pirava nele.

    E esse lance das legendas pequenas é uma maldição no Wii, não sei se é por conta da minha televisão que é de tubão e pequena, mas principalmente nos RPGs eu sofro pra ler alguns diálogos.

    O Shank eu lembro de você falando da outra vez, mas ainda não tive a oportunidade de jogá-lo.

    No mais bacana a lista, abraço!

    Curtir

  16. Gostei da lista, embora não tenha jogado quase nenhum desses jogos. Saber que Driver resgata um pouco do que foi no PSX me dá vontade de jogar, e eu joguei Goldeneye no Wii falando as mesmas coisas. “Olha que legal ficou isso!”

    O bom desta lista é que conhecer jogos que não sabia que existiam, ou lembrar de algum que eu queria jogar e não lembrava rsrs

    Curtir

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: