Ed.Nº 64 – Expo Games Brasil: GameWorld 2012 e 30 Anos de Brincadeira

Exposições de games, um momento perfeito para encontrar e fazer novos amigos. Nos Estados Unidos e Japão as Feiras de games foram criadas para aproximar o universo dos games e o lado dos negócios, mas e aqui no Brasil? A primeira vez que visitei uma Feira de games foi na EGS(Electronic Gaming Show) em 2004, depois fui na AGE(Arena Gamer Experience) em 2007, SP GameShow em 2010 e GameWorld 2011. Agora, no ano em que estamos, 2012, além de comparecer no evento História dos Videogames no Shopping Tamboré em São Paulo, consegui comparecer em dois eventos, GameWorld 2012 e 30 Anos de Brinquedos. A Edição 64 do Blog MarvoxBrasil traz uma compilação de imagens dos dois últimos eventos que visitei. Além das imagens, os leitores poderão conferir comentários e situações que presenciei durante os momentos em que estive por lá. Quem sabe já não nos esbarramos em algumas delas? Acompanhem e que, espero, a matéria traga muitas idéias para as próximas Feiras, não só em São Paulo como em outras cidades do Brasil.

GameWorld 2012

Três dias de Feira, tudo aconteceu no final do mês de Março para o início de Abril, nos dias 30 e 31/3 e 1º/4. O local foi, no último andar do Shopping Frei Caneca em São Paulo/SP. Assim como aconteceu em 2011, neste ano o evento contou com participações monstruosas como o desenhista da série Final Fantasy e o dublador americano do personagem Ken Master do game Street Fighter. Para entrar no evento foi preciso comprar ingresso, paguei R$40,00 porque fui bem no último dia e o valor cheio sofreu um leve desconto de R$10,00. Os estudantes pagavam apenas R$20,00 ao apresentar a carteirinha. Os ingressos eram entregues para recepcionistas que ficavam atrás de catracas. Ao entregar, as recepcionistas carimbavam o pulso do visitante para ter um controle de quem entra e sai do evento. A GameWorld 2012 é uma espécie de E3 compactada porque os organizadores tentam trazer de tudo um pouco do que há de novidade na indústria dos games e também atrair os retrôs com games que muitos já jogaram e são inesquecíveis. Além de lojinhas com brindes e livros que destacam bem a temática da feira. A idéia é boa e convence realmente ao passar pela catraca o visitante respira games o tempo inteiro. O lugar é muito arejado, não tem como passar calor e ainda conta com stands muito bem elaborados que dá para entender que ao pisar em cada quadrado, o visitante será absorvido em um universo diferente.

Conforto

Se você pensa em ir em um evento desse de chinelo, ou de salto, esqueça! Você ficará muito em pé ao andar para lá e para cá e ainda terá que jogar em pé também. Uma situação extremamente desconfortável, porque, o evento conta com títulos que utilizam os periféricos de movimento como Kinect(sensor de movimento do Xbox360) e Wii Remote(controle com sensor de movimentos do Wii). Para isso claro não seria a mesma coisa jogar sentado, mas para jogar por exemplo Sonic Collection ou Sonic 4 Episode II no PS3 e até títulos de luta, tinha-se que jogar em pé mesmo e vai até onde a sua perna aguentar. Em um momento da Feira, tinha um pessoal que foi esperto e utilizando o recurso sem fio do controle de PS3 resolveu sentar encostado em uma coluna próxima do Stand e ficou jogando alí no chão. Por isso dou um conselho, calce um tênis super confortável e use roupas leves porque você irá transpirar muito e cansar-se depois de muitas horas de jogo. O mais interessante é que a GameWorld 2012 cuidou tão bem do espaço que não cheguei a esperar muitos minutos pela minha vez de jogar.

Aparência

Luzes multicoloridas, som ambiente para gamer nenhum perder o clima, cosplayers para apreciar à vontade, diversão para todos os gostos e, ambientes montados exclusivamente para todos os gêneros de gamers. No stand da Copag(você deve ter um baralho dela), foram dispostas várias mesas com 4 cadeiras para grupos sentar e jogar partidas de RPG e quem não gosta, jogar um truco com o baralho tradicional.

No stand da Saraiva, os visitantes podiam conferir títulos publicados exclusivamente para os aficcionados no universo dos games, então era possível encontrar títulos do Uncharted, Assassins Creed além de outros trabalhos para aguçar a mente dos gamers para assuntos diversos envolvendo público e mercado. Um dos livros mais cotados chama-se Nos Bastidores da Nintendo, onde logo na capa existe uma citação de John Romero criador do game Doom em que diz: “[…] a Nintendo é minha grande fonte de inspiração”. Ao passar pela vitrine de livros adiante, a virtine de games com títulos para Wii, Xbox360 e PS3 que tivéram um preço amigavelmente reduzido.

No stand da Nvidia, a fabricante expôs vários computadores mega turbinados e claro, suas mais novas placas de vídeo para ninguém botar defeito. Computadores com luzes de neon, coolers que mais pareciam turbinas de avião e que rodavam títulos como Crysis 1 e Crysis 2, Call of Duty Modern Warfare 3 e Battlefield 3 e Need For Speed Hot Pursuit 2012. Nesta parte foi meio “fail” por parte da Nvidia porque poderia muito bem demonstrar o game Rage, lançado em outubro de 2011 para PC/Xbox360/PS3 pelas mãos da Bethesda e Id Software. Além de montar uma célula de computadores rodando Left 4 Dead 2 para propor uma competição e situações que envolvem a formação de equipes e parceiros de jogo.

No stand da NC Games foi possível experimentar o novo Street Fighter x Tekken no Xbox360. O jogo está sensacional e muito diferente do que se leu por aí afora em reviews na Internet. O jogo é muito divertido, faz querer ter a vontade de comprar para jogar em casa e disputar partidas online além claro de jogar para zerar, o jogo foi a estrela do stand da NC Games, e contou com dois televisores para dividir bem a fila em volta. Mas a NC Games não trouxe apenas Street Fighter x Tekken, também foi possível curtir Street Fighter IV Arcade Edition e muitos outros, mas não ví Mortal Kombat 9 em nenhum stand.

Samaritan – O futuro da Unreal Engine, trailer.

Convidados

A GameWorld 2012 contou com duas celebridades do universo dos games.

Yoshitaka Amano – O cara por trás das ilustrações nos personagens da franquia Final Fantasy. Se você gosta do jeitão dos personagens, agradeça às mãos desse artista.

Nessa parte da Feira tinha uma área coberta onde por dentro funcionava como uma galeria de arte e nas paredes eram exibidos vários trabalhos do mestre Amano.

Reuben Langdon – A voz que dá vida ao personagem Ken. Muito diferente do que se vê na imagem acima, o dublador tingiu o cabelo de louro muito parecido com o personagem em Street Fighter. Além do trabalho em cima do personagem Ken, o ator também emprestou a voz para o personagem Dante em Devil May Cry e Chris Redfield em Resident Evil 5. O ator ainda tirou uma com a galera ao jogar Street Fighter IV utilizando um controle de Arcade no Xbox360.

Falhas

Organizar um evento não é tarefa fácil e muitos detalhes podem passar despercebidos pela supervisão, porém, existiram duas falhas que eu aponto como grave na GameWorld 2012.

1ª Falha – No local onde a Feira aconteceu não tinha uma lanchonete, era necessário sair da feira, salvo que o visitante contava com o carimbo no pulso e então ao mostrar para a recepcionista, a mesma já entendia que a pessoa iria sair e poderia voltar em breve. Mas pela Feira ocorrer dentro do Shopping que já conta com uma Praça de Alimentação, não houve o cuidado de instalar um stand para pelo menos tomar alguma coisa, um refrigerante, suco ou água para matar a sede.

2ª Falha – Essa pode ser descrita como a mais mau pensada. Um stand que ficava no centro da Feira, grande por sinal, de forma retangular onde em cada lado tinham 4 a 5 televisores e em cada uma exibia um jogo diferente, todos rodando em PS3. Só que víamos os vídeogames lá PS3, mas não tinha descrição de qual jogo estava sendo apresentado em cada televisor. Acredito que exista uma equipe de comunicação, ou se não existe deveria existir onde não custaria nada escrever no Word e imprimir o nome dos jogos e colar na parte superior do monitor. Não é todo mundo que consegue definir qual jogo é apenas por bater os olhos. E se eu futuramente tivésse interesse em comprar um daqueles títulos que era exibido? Ficaria apenas com a imagem e nem sequer saberia o nome do título, ou seja, perdeu um consumidor.

Nota 10

Para o espaço proporcionado pelo Shopping Frei Caneca. Uma exposição possível de caminhar sem esbarrar com as pessoas, e espaçosa o suficiente para dar voltas e voltas e parecer que os stands não acabavam mais. Mas o que influenciou para esta  nota foi que em cada canto do local tinha um stand diferente, porém, a maior parte do tempo os visitantes ficavam em pé. Chegou uma hora que um grupo de pessoas decidiram sentar no chão fazendo a Feira parecer uma Campus Party. Entretanto, essa exposição realmente se achou e faria bem continuar onde está, só aconselho ao Shopping facilitar a existência dessa feira pelos próximos anos, uma vez que vale a pena demais comparecer para se divertir.

30 Anos de Brincadeiras

Esta exposição com certeza fez muitos brasileiros na faixa dos 25 a 40 anos atingir o ápice da emoção. Localizada em uma das entradas principais do Shopping Morumbi e o melhor, tudo grátis.

Conforto

Estratégicamente montada em uma das entradas principais do Shopping Morumbi em São Paulo/SP, a exposição ficou ao lado de uma Cafeteria, do lado de fora do Shopping tinha uma fonte onde as pessoas podiam sentar nas bordas, e ainda os organizadores tivéram um cuidado especial em montar uma área com uma mesa comprida para que os pais, filhos e amigos podiam juntar-se e se divertir com alguns brinquedos da época que ficaram disponíveis ao público.

Tudo à mostra na Exposição era perto, então não tinha como cansar-se. Então os pais podiam deixar seus gilhos na feira enquanto tomavam um café na Cafeteria de frente para o evento ou como fez um grupo de amigos, que sentaram na borda da fonte logo na entrada para descansar e conversar sobre tudo o que tinham visto.

Aparência

Um piso inteiro na entrada do Shopping onde eram vistos várias redomas de vidro e dentro um trecho que fez parte e acredito que esteja muito bem guardado no coração de muitos brasileiros que nasceram entre os anos de 1978 a 1995. Com muito bom gosto as redomas de vidro tinham em seu interior:

  • Playmobil versão Trol
  • Comandos em Ação versão anterior a da G.I Joe
  • Lego
  • Autorama
  • Ferrorama
  • Motorama
  • Pense Bem (o primeiro computador de muitos)
  • Lango-Lango
  • Pula-Pirata
  • Quebra-Gelo
  • Bonecas Moranguinho
  • Bonecas Fofolete
  • He-Man e o Castelo de GraySkull
  • Genius
  • Cilada
  • Reco-Repete (o primeiro gravador de muitos)
  • Aquaplay
  • Bonecas Barbie
  • Carros de Controle Remoto
  • Cubo Mágico
  • Cara a Cara
  • Forte Apache
  • Game & Watch
  • Jogos de tabuleiro: Detetive e Jogo da Vida

Marvox, e tinha vídeogame?

Claro que tinha leitor, vídeogames que fizéram parte da mesma época. Em uma das redomas tinham juntos: Master System III, Super Nintendo, Turbo Game, Telejogo, Magnavox Odyssey, Atari 2600 e Mega Drive.

E para o público apreciar tinha uma coluna onde foram instaladas em cada lado um televisor com:

  • Telejogo II – Pong
  • Atari 2600 – Pac-Man
  • Master System III – Alex Kidd in Miracle World

Pais, avôs, netos, sobrinhos, filhos, casais. Famílias estavam lá para curtir todos juntos uma fantástica viagem no tempo e o melhor, as crianças puderam ver os brinquedos e como os pais se divertiam na época em que um dia tivéram a idade dos filhos ou dos netos. Formou-se um momento único tomado pelas expressões de curiosidade, nostalgia e emoção em cada visitante que passavam em volta das redomas. E tudo o que estava dentro das redomas tinham marcado o nome para o público ler e relembrar, e no caso das crianças, saber como era chamado tal brinquedo.

E sem esquecer, sem dúvida uma das partes mais nostálgicas e informativas para os amantes de games foi, um monitor que era controlado por um Telejogo onde nele, os visitantes podiam passear pela linha do tempo dos vídeogames.

Falhas

Dos brinquedos, todos os nomes estavam corretos. Mas, na parte dos vídeogames existiram 2 pequenos erros.

  • Super Nintendo estava escrito Super Nitendo.
  • Master System estava escrito Master Sistem.

Uma outra falha que achei desnecessária foi a linha do tempo onde o ano de lançamento de alguns vídeogames estavam completamente erradas.

  • GameBoy Classic em 1994?
  • Super Nintendo em 1993?
  • Master System em 1989?
  • Nintendo 64 em 1997?
  • NES em 1993?

Entre outras datas, as datas corretas condiziam apenas dos vídeogames a partir do Dreamcast em 1999. Não deu para entender em qual situação que a equipe que fez se baseou. Podiam ter pesquisado na Wikipedia, por exemplo, para confirmar.

E quanto aos videogames, começarei pelo Master System III com o Alex Kidd in Miracle World na memória. Para começar o vídeogame estava com um controle de Mega Drive onde o botão Start não funcionava e o botão C usado para pular estava muito duro e quem jogava precisava apertar muito fundo para fazer o Alex Kidd dar seus pulos pelo cenário. Chegou uma hora que parecia um Mario Party porque a pessoa apertava infinitas vezes o botão só para fazer o Alex Kidd pular.

Os vídeogames Atari 2600 e Telejogo II ficavam de hora em hora com problemas técnicos sendo desligados por 30 minutos. Acredito que os brinquedos e até os vídeogames foram todos emprestados, mas podiam ter testado para saber a qualidade dos vídeogames. O único que funcionava sem paradas foi o Master System III, mas podiam ter ligado o Super Nintendo também para a galera se divertir com super Mario World, já que o cartucho estava junto com o vídeogame em uma das redomas de vidro.

Nota 10

Pela iniciativa de evitar esconder a Feira em corredores estreitos do Shopping Morumbi, isso não aconteceu, e o evento aconteceu de frente para uma das entradas que dá acesso para a rua. Com isso o evento realmente ficou visível para todos que chegavam no local, inclusive para quem nem sequer tinha idéia da existência da Feira.

GameWorld 2012 e 30 Anos de Brincadeira

Duas Feiras excelentes que funcionam como um ótimo passeio entre amigos, casais e família. Ambas dentro de Shopping Centers de São Paulo que pudéram juntar em um ambiente só públicos de diferentes gerações. Algumas gafes que espero que nos próximos anos e em próximas Feiras que vão existir no Brasil, os organizadores possam tratar melhor no sentido de impedir certos erros que podem ser consertados sem muito gasto. visitar exposições como essa faz muito bem e precisam ser vistas como momentos de absorção e quem estiver de olhos bem abertos,poderão inclusive achar oportunidades de negócios também. O mais legal é que as exposições em 2012 começam a ganhar uma força que não via-se nos anos anteriores. O que parece faltar é a montagem de uma área de descanso, poderiam montar um Lounge cheio de pufões para a galera deitar e recarregar as baterias, isso seria muito amigável e convidativo para atrair mais o público.

Esperamos que, algum dia possamos nos encontrar na GameWorld 2013(tomara que tenha), na Video Games Live, ou em alguma outra Feira que apareça por aí.

O Blog MarvoxBrasil procura divulgar essas Feiras por vontade própria mesmo, para que todos possam ter conhecimento de data e local. Tudo fica disponível na Agenda Gamer, um espaço aqui mesmo no Blog MarvoxBrasil para facilitar o encontro de informações sobre eventos não só em São Paulo como também em outras localidades do Brasil. Porquê sinceramente, lamento que eventos assim não sejam divulgados de forma destacada em jornais, rádio e TV. Ainda temos que caçar as informações que são jogadas de forma aleatória na internet. A sorte é que temos aí a força dos Blogs de games que ajudam muito a divulgar esses eventos para que todos saibam da existência de Exposições de games e que assim futuramente mais pessoas poderão ir nessas exposições sem a necessidade de que seja mais um passeio programado, mas seja algo tão comum quanto ir à feira e comer um pastel e tomar um copo de caldo de cana.

Chegamos ao fim da Edição Nº 64 onde foi mostrado os eventos GameWorld 2012 e 30 Anos de Brincadeira, dois eventos que aconteceram em São Paulo/SP entre os meses de Março e Abril. Aos leitores que tivéram a oportunidade de ir em algum desses eventos, venha e comente sobre o que viu e chamou a sua atenção. E em Maio, o Blog MarvoxBrasil completará 3 anos! Fiquem ligados para muitas novidades. Um grande abraço à todos e vejo vocês na próxima edição do Blog MarvoxBrasil. Até mais!

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 25 de abril de 2012, em Coberturas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Muito bem colocado e ainda ressalto que o que parece à primeira vista é que todo o tipo de público pode comparecer nesses eventos e feiras, porém, ao chegar lá o que se vê mesmo é que a feira está mais voltada para quem conhece o assunto e isso é falho porque faz com quem não é tão apegado não querer ir ou ficar receoso com pensamentos como “só vai ter geeks” não tem nada a ver, porque as feiras são momentos de aguçar a curiosidade e trazer lembranças de modo tangíveis onde no fim quem vai e participa é quem gosta e lembra. Um abraço Flavinha!

    Curtir

  2. O que agente percebe é que a iniciativa é boa, em exposições como a do “30 anos de brinquedos”, por ser gratuita e conter várias coisas interessantes em uma área de fácil acesso, porém a execução não é tão bem apoiada, ou atenta para os problemas.
    Entendemos que sempre haverá falhas e erros em coisas do tipo, que dependem de tantos detalhes. Porém permanecer dias com os problemas sem sequer tentar resolvê-los é o grande descuido. Essas exposições são sempre muito mal divulgadas pela mídia, ou até mesmo pelos interessados no assunto, porém isso não é motivo para fazer de qualquer jeito né? Quem está dentro deveria tratar no mínimo com preza o que está expondo. É, o jeito é ver os próximos que virão.

    Curtir

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: