Ed.Nº 60 – Borderlands Game of The Year [2009 para PS3/Xbox360/PC/MAC]

A jogatina pela internet começou a partir do lançamento do game Quake, em 1996 pela Id Software. Com a vinda da conexão por banda-larga, pelos idos do ano 2000, a indústria de games percebeu que conectar-se à internet é muito mais do que apenas enviar e receber emails.

Foi então que a Level Up! trouxe para o Brasil vários títulos que envolveram a competição entre pessoas de vários cantos do mundo, por exemplo: Ragnarok, Gunz(rebatizado como The Duel no Brasil) e Botzin(comercializado pelo SBT Games), só para citar alguns dos mais destacados. A partir de 2003, os computadores foram tomados por um novo software que abriu mais uma vez o caminho dos jogos online, o Steam.

A plataforma desenvolvida pela Valve, deu a oportunidade de montar em sua casa uma “lan house”. Você pode conectar-se ao mundo, encontrar pessoas com os mesmos gostos e ainda chamar para jogar junto, conversar por mensagens instantâneas ou por voz com o microfone.

E assim chegamos aos games cooperativos, daí vem o termo “co-op” é algo que fortaleceu-se com a chegada de Left4Dead e Team Fortress 2. Convenhamos, o ato de jogar com amigos foi resgatado de alguma forma.

Nessa sinergia da diversão temos aqui a edição nº 60 do Blog MarvoxBrasil, que chega para mostrar onde você poderá passar as suas férias de fim de ano com um guia turístico para você conhecer um pouco de tudo o que acontece no árido e fantástico Deserto de Pandora. Sim, apertem os cintos, se ajeite na van, porque a viagem será para Borderlands.

O Paraíso Proibido

Na mitologia grega, Prometheus filho de Zeus estava sentindo-se sozinho e resolveu criar uma mulher, Pandora. Zeus ao saber disso ficou muito furioso e puniu o filho por tal sacrilégio. Epimetheus, irmão de Prometheus ficou apaixonado por Pandora e decidiu casar-se com a moça. Prometheus então chegou ao apaixonado irmão e avisou: “Não aceite nenhum presente de Zeus, pois ele quer pregar alguma peça em nós”. Zeus estava muito puto pelo fato de existir uma mulher perambulando pelo Monte Olimpo.

Mesmo assim, Epimetheus não deu ouvidos ao irmão e casou-se com Pandora do mesmo jeito. Durante os preparativos, Zeus sempre gostava de criar situações inesperadas e entregou uma caixa para Pandora (daí vem o trecho que muitos chegam a lembrar, a caixa de Pandora). Na caixa existia instruções escritas por Zeus à Pandora. O aviso dizia: “deixe fechada”.

Mas o aviso só serviu para despertar ainda mais a curiosidade. Pandora então decidiu abrir a caixa. Ao abrir, sem saber o que tinha feito, libertou tudos os demônios, pragas, doenças e maldade que existe hoje no mundo.

Você dentro de Pandora

Imagine agora, no momento em que Pandora abriu a caixa e libertou tudo o que há de ruim no universo e, você resolve entrar dentro da caixa de Pandora para caçar tudo o que há de ruim no universo. A Gearbox transformou a caixa de Pandora em um gigantesco Planeta cheio de criaturas e tribos canibais prontos para dislacerar sua vontade de vencer.

Em cada continente existe uma história diferente, um porque, uma situação e você será o novo Pedro Álvares Cabral, ou até um novo Cristóvão Colombo que desbravará cada pedacinho deste planeta. O que você encontrará? Você é tão curioso que teria coragem de ir até aquele ponto do mapa que outros disseram ser impossível chegar? Será você que guiará sua caravela com quatro rodas nesse mar seco e árido cheio de beleza e diversão onde os dias passarão em minutos diante dos seus olhos.

A Jóia De Pandora

Borderlands acontece dentro do planeta Pandora. Por muitos anos, as Empresas Dahl chegou no planeta para escavar minerais preciosos para abastecer a indústria bélica. Como em todo lugar, no espaço sideral também existe concorrência e as Empresas Atlas chegou também para pegar a fatia de mercado e entrar de cabeça na exploração de minério.

A Dahl não queria perder a liderança e contratou uma especialista na cultura xeno(um povoado antigo) para escavar locais nunca antes explorados. A contratada chama-se Tannis. Durante uma dessas escavações, Tannis encontrou nas montanhas congeladas de Pandora, inscrições com a palavra “The Vault”.

A arqueóloga Tannis entendeu que há cada 200 anos, um portal alienígena é aberto. Dando a possibilidade de expelir tecnologias alienígenas tornando possível a criação de armas com poderes que estariam séculos à frente das atuais.

Novamente, as empresas Dahl, ficou preocupada com o risco das informações vazar, e do nada, aparecer exploradores com pinta de aventureiros e roubar essa tecnologia. Para desviar a atenção das pessoas, a corporação cujo, Tannis foi contratada, resolve soltar todos os maníacos da prisão e com isso Pandora foi tomada por todo o tipo de maluco das mais variadas tribos, depois desse fato, a Corporação abandonou Pandora e deixou Tannis no comando do resto das escavações.

Bem-Vindo à Cidade de Fyrestone

O Deserto de Pandora em Borderlands é isso, nesse universo criado pela Gearbox e distribuído pela 2K, você terá a sensação de estar em um ambiente mágico e que instigará você todo o tempo. Assim que o ônibus pára, você desembarca na cidade de Fyrestone.

Este é o marco zero aqui no jogo Borderlands. Logo você será recebido por um robôzinho muito simpático e educado, chamado Clap-Trap, ele gosta muito de dançar e cantarolar. Siga Clap-Trap pelos caminhos que o mesmo abrirá, para você passar. Durante a caminhada você terá uma pequena porcentagem do que é Borderlands.

Não se assuste ao ver carros voando rente à sua cabeça, em Borderlands os carros voam muito baixo, os nativos são viciados em corridas pelas dunas e aproveitam para saquear vilarejos. Logo à frente, você terá que enfrentar alguns nativos da região que não estão muito afim de vender souvenirs.

Essa parte é ótima para “treinar” pontaria e perceber que os inimigos não são bobos. Já digo o motivo. Mas no fim de todo esse percurso, você chegará em Fyrestone e dentro conversará com o Dr. Zed. Muito atencioso e especialista em todo o tipo de cura. Dentro da cidade existe também a loja de armas do Marcus, o mesmo que dirige o ônibus que trouxe você para Borderlands.

Aos poucos você estará familiarizado com todos e se sentirá em casa. O problema é não conseguir encontrar a opção de sair do jogo. É muito fácil ser engolido pelo ambiente do jogo.

Single ou Cooperativo? É Você Quem Escolhe!

Borderlands é um game de tiro em primeira pessoa com elementos de RPG e exploração. Temos aqui um enorme planeta para explorar, precisamos recuperar três partes da peça que faz o portal The Vault abrir e transformar o vitorioso em milionário.

É um jogo que oferece quatro personagens para escolher, mas não pense que todos eles possuem as mesmas habilidades e só muda o jeito de caminhar ou se mexer, não. Aqui, cada personagem tem uma história própria, objetivos diferentes e motivos próprios para entrar nessa jornada que, poderá acabar em vitória ou morte. Tudo dependerá de como será o seu treinamento durante todo o jogo.

Não pense que você estará imbatível por ter a melhor arma do jogo, pois, em cada situação acontecerá uma consequência e assim como na vida, tudo aqui é uma constante aprendizagem. Vamos conhecer mais os personagens:

Brick: É um homem muito grande e forte que usa principalmente seus punhos para lutar, ao invés de armas. A habilidade especial de Brick chama-se Berserk(adrenalina), em que ele fica furioso, fica mais resistente a dano e também consegue regenerar-se. Nesse modo, ele não usa armas e resolve tudo na base de socos para matar os inimigos.

Lilith: Esta linda moça é descendente do povo conhecido por Siren, ela é uma das seis Siren capazes de envolver ataque e magia. O objetivo dela é descobrir mais sobre ela mesma encontrando outra Siren que ela ouviu dizer que estava e Pandora. Uma habilidade especial ótima para lembrar é a chamada Mind Games, que é muito útil por acalmar criaturas que estão muito furiosas e atacam sem dar tempo de respirar. Nesse momento a criatura acalma-se e é dada a oportunidade de atacar. Uma curiosidade, a fonte de inspiração para a Gearbox criar Lilith, veio da personagem do filme Matrix, Trinity.

Mordecai: é um capeão de tiro que veio à Pandora procurando uma pessoa do seu passado.Porém, descobre que esta pessoa está morta, então ele resolve pesquisar mais para saber o que aconteceu com a pessoa e o que ela tinha de valor que levou a morte. Ser um Mordecai sozinho não é fácil, ele é um personagem mais para apoio da equipe o bom dele é que, ao jogar em grupo, existe uma hablidade que permite regenerar a energia vital de todos do grupo, de uma só vez.

Roland: é um ex-soldado que servia para a corporação Atlas, sua saída deu-se devido ao nome de um líder da organização ser muito parecido com o nome de uma pessoa que ele jurou matar. Daí em diante ele decide sair para evitar problemas. Uma vantagem de Roland é a oportunidade de usar atiradeiras fixas no chão(as famosas turrets).

Tudo no jogo é ordenado por missões, que podemos chamá-las de quests. Ao completar uma quest, você volta para quem mandou e receberá o seu prêmio. Após o Level 5, o jogo permitirá conhecer Scooter, um sujeito que conhece tudo sobre veículos motorizados e lhe dará a oportunidade de guiar carros. Isso mesmo, melhor do que andar pelo deserto. Isso acontece porque o objetivo das quests ficam mais longe e com o veículo, é mais fácil ir e vir de um canto a outro pelo deserto de Pandora.

Claro que, existem locais que você terá que abandonar o carro e seguir a pé. Existem dois tipos de carros, com metralhadora ou com lança-mísseis. E o melhor, o carro tem dois lugares, ao jogar com um amigo, enquanto você dirige, seu amigo limpará a área para facilitar a ultrapassagem. Companheirismo nessa hora fará toda a diferença. Outro ponto legal é que ao jogar em conjunto o jogo facilita no ganho de experiência para aumentar o level, isso acontece muito em jogos de RPG ao montar party ou guild.

Além de jogar em dupla, trio ou quarteto, os jogadores podem atiçar o companheiro. Dê alguns socos no seu companheiro e aparecerá a frase “Duel Time“, uma arena será montada automaticamente e nesse momento os dois travam uma pequena batalha, isso é bom para treinar além de ganhar prêmios ao destravar achievments.

Caso os jogadores estiver cansados das quests, podem armar brincadeiras pelo deserto de Pandora. É divertido e ajuda para dar aquela relaxada.

I.A nos Inimigos, I.A nas Armas

Em Borderlands é importante preocupar-se com três situações que começam com a palavra “se”…

– Se você tem munição suficiente para explorar o deserto?
– Se você conseguirá derrotar o inimigo principal da quest?
– Se o seu escudo aguentará de tudo um pouco?

Da mesma forma que o jogador é protegido por um escudo(barra azul). Alguns nativos também são. Para regenerar o escudo, encontre um local protegido e fique lá por alguns segundos. O mesmo faz os inimigos, os nativos correm de você, escondem-se e voltam renovados. Da mesma forma que você usa kits médicos, os nativos também usam.

Por isso é importante saber onde atirar e zerar o escudo antes que aconteça o mesmo contigo. Além de nativos, é possível encontrar lobos, moluscos, caranguejos, aves, aliens, aranhas, soldados de tropas mercenárias e até o temível Rakk Hive. Uma espécie de mamute sem tromba e presas, mas que do meio dos pêlos são expelidos vários animais alados.

Espero que na hora que você o encontrar, tenha muita, mas muita munição porque abater um bicho desse não é fácil.

Borderlands conta também com um arsenal bélico de exatos 987.564 armas. E elas não se repetem. Isso só foi possível através de um sistema existente no jogo chamado Procedural Content Creation System(Sistema de Criação de Conteúdo por Procedimento) ou seja, o jogo cria as armas alí automaticamente, você nunca encontrará a mesma arma no mesmo local que você tinha encontrado na vez anterior.

É como se o jogo produzisse a arma em tempo real à medida que você precisa ou sua habilidade é guiada e usar um determinado personagem. Entretanto, além de atirar, as armas podem aparecer com um conteúdo adicional que varia entre:

Fire – os tiros são flamejantes e queimam a pele dos inimigos. Quanto mais tiro o inimigo recebe, a munição alojada no corpo do inimigo vai aos pouco queimando até que finalmente o inimigo não suporta mais a dor e cai.

Shock – perfeita para desativar qualquer escudo inimigo que o mesmo possa ter no corpo. Dependendo  do inimigo, o mesmo pode ficar paralizado tremendo sem parar até que não resiste e cai.

Explosives – A munição em contato com a pele dos inimigos podem explodir, isto causa muito mais ferimento e é ótimo para pegar os inimigos que estão em grupo já que a explosão afeta não só quem tomouo tiro, mas quem também está por perto.

Corrosives – Tiros que derretem o corpo, armadura, e até a pele mais dura da criatura mais traiçoeira. Esse tiro é um coringa debaixo das mangas.

O interessante é que para cada efeito, os inimigos respondem de forma diferente. Existe uma suave animação quando os inimigos são mortos por fogo, choque, explosão ou elementos corrosivos. Vale a pena testar cada um deles. Ainda pela tecnologia presente na programação de Borderlands está o livre-arbítrio dos personagens.

Existem inimigos que pulam sobre sua cabeça, enquanto podem haver outros da mesma espécie que não farão isso, e podem atacar de outras formas. Os nativos também escolhem formas diferentes de atacá-lo, o melhor é procurar locais de cobertura, atrás de uma pedra, um poste, uma cabana e não tirar os olhos dos inimigos na hora do confronto.

O jogo mantém uma trilha sonora suave durante as quests. Já na hora dos confrontos o tom da música muda completamente e fica um clima pesado e tenso.  Da mesma forma que você enxerga os inimigos ao longe, o mesmo pode acontecer com você. E ao perceber que a música mudou, fique atento, olhe bem, os nativos ainda podem dirigir carros assim como você faz a partir do level 5. Cuidado com as investidas cuja a explosão do veículo poderá levá-lo à morte instantânea.

Borderlands + DLCs

Borderlands(26/10/2009). Aqui você vai atrás de informações para coletar peças para remontar o The Vault que abre há cada 200 anos. Ainda em 2009, no mesmo ano que o jogo foi lançado, a Gearbox decidiu lançar histórias paralelas. Vejam todas na ordem cronológica:

The Zombie Island of Dr. Ned(20/12/2009)
A primeira DLC parao Borderlands leva o jogador no meio de uma enorme ilha tropical invadida por zumbis. A Ilha do Dr. Ned(não confundir com Dr. Zed) conta que o Dr. Ned para passar o tempo resolveu fazer experiências com os seres humanos que viviam tranquilamente na ilha e turistas que a visitavam. Pelo jeito ele gostou da brincadeira, agora cabe à você ir até a ilha e acabar com essa carnificina.

Mad Moxxi’s Underdome Riot (07/01/2010)
Moxxi é uma maníaca por duelos em arena. Ela decidiu montar um espetáculo à céu aberto onde pessoas entram e os que saem recebem prêmios em dinheiro. Caberá você entrar e chamar Moxxi para um duelo entre você e ela.

The Secret Armory of General Knoxx(25/02/2010)
Nesta DLC, vou pegar como referência o jogo Metal Warriors, uma produção da Lucas Arts para o Super Nintendo. Neste jogo vemos humanos minúsculos que controlam robôs gigantes. Aqui nesta DLC imagine-se sendo os pequenos humanos contra os robôs. Exato, General Knoxx comanda todos, e caberá você derrotar Knoxx.

Clap-Trap’s New Robot Revolution (28/09/2010)
Talvez essa seja a continuação mais próxima da história do original. O robôzinho ClapTrap é amaldiçoado e resolve transformar tudo em uma ditadura robótica. É o Che-Guevara cheio de parafusos e circuitos. O jeito é dar um “hard reset” no amiguinho enlatado e ensinar que não existe mais lugar para a ditadura.

Cell-Shading não!

Para todo esse visual existente em Borderlands, no deserto de Pandora e tudo mais que o jogo oferece, muitos acham que é um Cell-Shading, mas não. Aqui os gráficos é uma Unreal Engine 3 modificada com códigos que a Gearbox inseriu para transformar o visual em algo mais leve, sim Borderlands é leve apesar de todo o potencial que carrega, um computador com placa de 256MB, poderá rodá-lo sem muitos problemas.

Vamos rever como foi a evolução da Unreal Engine ao longo de todos esses anos, desde a sua criação, além de já nos preparar para o futuro desta que é a Engine, utilizada de forma modificada ou não, em muitos games para consoles e PC.

Segundo informações de Tim Sweeney, diretor da Epic Games, a Unreal Engine 4 está em processo de formatação e poderá ser trabalhada já em 2012. Mesmo assim, uma modelagem ainda não foi elaborada então ainda é uma surpresa, mas já poderemos ter uma noção de como será as futuras modelagens em 3D.

Jogue Borderlands

Caso você tenha um Xbox360 ou PS3 poderá curtir Borderlands com seus amigos da Live ou PSN, no caso do PS3 ganha-se mais uma vantagem pela Steam também ser acessada pelos donos do PS3. Caso você tenha um PC ou MAC também pode jogar Borderlands através da Steam disponível para ambos os sistemas. Periodicamente, a Gearbox faz promoções do Borderlands na Steam. Aconselho comprar a versão GOTY(Game of The Year) que já vem com as 4 DLCs no pacote.

É possível encontrar Borderlands por menos de U$10,00 dólares, um preço perfeito por toda a diversão que o jogo propõe ao jogador. Valerá a pena cada segundo em Borderlands. E para facilitar a sua jornada, o Blog MarvoxBrasil disponibiliza o mapa completo do Desertod e Pandora para você não se perder nessas férias. E aproveite para jogar Borderlands e aprender tudo o que puder, porque em 2012, Borderlands 2 vem aí, então é bom para já acostumar-se com as mais de 900 mil armas que o jogo oferece.

Aconselho ao gamer, correr para o Steam ou qualquer outra loja digital agora e comprar o seu Borderlands, está cheio de gente no Steam, PSN e Live querendo um companheiro ou companheira para explorar Pandora. Conheça, jogue e viva Borderlands.

Ainda para contribuir com os jovens aventureiros, aqui está o mapa completo que será de grande ajuda para guiá-lo por todo o Deserto de Pandora.

O mapa foi reeditado para você, leitor do Blog MarvoxBrasil que mesmo sem comprar todas as DLCs, terá este mapa que vem na edição Game of The Year. O mapa é muito maior que isso, mas foi possível ajeitá-lo para um tamanho médio e que você possa guardá-lo onde preferir.

Quem me deu a dica para comprar Borderlands foi um amigo chamado Godiless, na época em Abril de 2011, a Steam colocou a edição Jogo do Ano por U$7,50. Fiz a compra pela Steam e nessa mesma compra veio o Borderlands e mais as quatro DLCs com atualizações até outubro de 2010.

Mergulhe Em Pandora

Os personagens dispõem de habilidades que serão ativadas por você, só na base do clique do mouse. Como? Simples. Você ganhará um ponto, toda vez que atingir um novo level. Quanto maior o seu level, mais preparado ficará você para o resto do jogo e, aguentará de uma maneira melhor as surpresas que Pandora guarda pelo deserto. Todos esses pontos são inseridos na Árvore de Habilidades(SkillTree). É nesse local que você decidirá para qual lado será desenvolvido a inteligência de combate do seu personagem.

Vamos agora treinar um pouco essa Árvore de Habilidades em tempo real sem precisar ter o jogo. É muito fácil, abaixo estão links para a página de habilidades de cada um dos quatro personagens, clique e monte a sua estratégia para moldar a cabeça do seu personagem. Ele poderá ser muito forte, ou saber economizar munição, e até ser um perito em ataques furtivos para quem gosta de esmurrar bandidos.

Você escolhe qual será a melhor habilidade do seu personagem até o momento de deixá-lo perito em algo que você deseje muito para conseguir atravessar os desafios suando cada vez menos.

Para esta atividade de absorção, peço para você, leitor/leitora, ligar a sua caixa de som ou colocar o seu headset, o que preferir. Clique no play da imagem do Youtube para iniciar o som ambiente do jogo para que assim você vá acostumando-se com a música que ouvirá durante todo o jogo. Vamos lá!

Enquanto a música tocar, clique nos nomes de cada personagem do game Borderlands para acessar uma nova página em seu navegador que é a página da Árvore de Habilidades. Agora nesta página em flash, para começar clique no topo na insígnia retangular e logo você terá oportunidade de clicar nas restantes.

Brinque à vontade com as habilidades e veja quão forte e/ou quão habilidoso o seu personagem poderá ficar de acordo com suas expectativas. Leia com atenção cada uma das habilidades, logo você estará preparado para fazer as escolhas que desejar. Lembre-se, você será o seu próprio treinador, confie no seu tato.

Árvore de Habilidades do Brick
Árvore de Habilidades da Lilith
Árvore de Habilidades do Mordecai
Árvore de habilidades do Roland

Vem aí mais edições, continuem no Blog MarvoxBrasil. Até a próxima.

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 4 de novembro de 2011, em Análises, PC, PS3, XBOX 360 e marcado como , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: