Ed.Nº 57 – MeMe: Como Eu Virei Fã De…

O ano é 1994, eu tinha acabado de mudar de bairro e meu pai decidiu comprar um computador. Eu já tinha um MSX Expert em casa e já sabia o que era computador, só não sabia o que era MS-DOS. O PC que tínhamos em casa era um 486-DX2 66Mhz, com Windows 3.11. E naquela época eu via meus amigos falar de um jogo chamado DOOM. Mas poxa que diabos é esse jogo DOOM? E o pessoal dizia que o jogo já vinha instalado no computador, que dava medo e tudo mais. Sim, antigamente ao comprar um computador, o técnico perguntava se o cliente gostaria de ter alguns jogos instalados, e no fim a pessoa saía da loja com um computador novo e mais alguns joguinhos dentro, alguns completos, outros demonstrações. Tudo fazia parte do trabalho na época.

Um dia decidí ir na casa desse meu amigo de sopetão para ver o que é esse tal DOOM que todos tanto falavam. Cheguei lá, toquei a campainha e por sorte foi a mãe do meu amigo que atendeu e me deixou entrar porque ele estava todo entretido no quarto com o tal jogo. Quando cheguei, olhei e vi a tela se mexendo, uns bichos feios vindo em direção da tela e aquelas trilha sonora e mais os barulhos do jogo, fiquei alucinado e pensei: Por que meu computador não tem?

Foi aí que voltei para casa no mesmo dia e eu já sabia de cabeça alguns comandos do MS-DOS, então digitei… dir/w no drive C para saber o que tinha de verdade no HD do computador do meu pai. Eu me lembro de levar horas lendo linha por linha, extensão por extensão, até que finalmente meus olhos bateram nas quatro letras que formavam a palavra DOOM. Foi uma gritaria em casa que ninguém conseguia me parar. Eu realmente tinha o tal jogo que todos aqui onde moro falavam. A minha felicidade era tanta que nem me dei conta que tinha que configurar a placa de som no setup do jogo e joguei DOOM ao modo surdo e mudo, só via mas não ouvia nada. Depois de um tempo, um outro amigo tinha o jogo The Ultimate DOOM, eu disse tinha, porque eu acabei comprando dele por 10 reais, um CD original lindo todo preto. E quando eu instalei eu joguei de novo DOOM com som e música. Fiquei o dia inteiro jogando sem parar, demorei algumas semanas para zerar todos os 4 episódios existente na versão The Ultimate.

Anos mais tarde eu comecei a pesquisar tudo sobre o jogo, já estava em 1996 e começou a internet dial-up(discada). Então eu entrei no site da Id Software e comecei a coletar informações do jogo e tentar entender o porque o jogo me chamava tanto a atenção. Todo aquele visual macabro, vermelho, de sensações que você não sabia direito de onde iria aparecer o próximo grupo de monstros me instigava, tanto que quando comecei a jogar eu nem me preocupava em fazer 100% nas fases, até que tive vontade de explorar todo o cenário e mais, caçar as fases secretas, isso era outro auge do jogo.

Então cheguei a comprar uma revista CD Expert e nela vinha informações do game DOOM 2. Eu fiquei doido mas, a revista dizia que DOOM 2 seria mais pesado(sim, um dia DOOM 1 e 2 já foram jogos pesados). Mesmo assim descobri que um outro amigo tinha DOOM 2 em disquetes de 5e1/4, eram 5 disquetes daqueles flexíveis, quadradões. Pedi emprestado e instalei todos os disquetes e comecei a jogar. Bem mais difícil que o primeiro DOOM, gostei do mesmo jeito. Então, eu estava em uma livraria de um shopping com minha mãe e do nada assim, na prateleira da livraria eu encontrei uma coisa que achei inédita na época. A DOOM Bible. Para quem não sabe, a DOOM Bible trata-se de um livro escrito na forma de um diário de bordo onde conta toda a produção do game DOOM, de fases a inimigos e projetos iniciais, como seria DOOM se não fosse o jogo de tiro em primeira pessoa que conhecemos hoje, está tudo nesse livro. E comecei a folhear página por página. O livro estava traduzido para o português o que me deixou com mais vontade de ler e queria comprar, mas era muito caro na época, hoje o livro está disponível na internet como E-Book, é só baixar e ler tudo no computador.

Quando ouço falar no jogo DOOM, eu sinto um frio na espinha como se fosse a primeira vez que consegui fazer o jogo rodar no velho 486 que meu pai tinha. O jogo para mim marcou um início de um momento onde eu comecei a jogar mais no computador e explorar todo o universo que os CD-Roms traziam. Eu jogo DOOM até hoje, independente da versão, e conforme os anos passam eu comecei a pesquisar meios para renovar a forma como eu jogava. Então, instalei o software DOOMSDAY, que transforma o jogo e coloca efeitos que antes não era possível, facilidade em jogar com mouse e teclado, entro em sites onde fãs criam fases ou episódios e tento jogar o que esse pessoal inventa e ainda hoje depois de 17 anos, DOOM continua a me fascinar. Por todo o trabalho que a Id Software teve, eu a respeito muito em tudo o que faz, e pensar que meros garotos de faculdade cheios de sonhos, tivéram uma vontade de se juntar e montar seu próprio estúdio, antes SoftDisk, hoje Id Software. Eu realmente gosto do universo de DOOM, talvez porque gosto também de filmes de terror com muito sangue e matança, e o enredo ajuda muito. Vejam só, você é um Marine que foi enviado para as Luas de Marte chamadas Phobos e Deimos para tentar entender o motivo de todos terem sido massacrados de uma hora para a outra. De repente você encontra criaturas demoníacas em um cenário rodeado por cruzes invertidas, pentagramas, cores fortes e frias como verde musgo e marrom, de repente cores quentes no vermelho das lavas, e quando você acha que já viu de tudo, do nada aparece um minotauro gigantesco com patas cibernéticas com uma bazuca na mão vindo de modo alucinado enquanto solta urros do tipo “tá ferrado”, para acabar com sua alegria.

Cyber-Demon eu vou te caçar até no inferno!

Quando você é um adolescente, um jogo assim é como assistir um filme de terror escondido dos seus pais. DOOM para mim é um jogo que traz de volta a minha adolescência, é também um momento em que ví que computadores não servem só para digitar textos e até hoje gosto muito de jogar no PC, jogos novos, jogos clássicos, jogos muuuito clássicos, mas sempre que eu me cansar de toda a modernidade existente nos jogos atuais, eu volto a jogar DOOM.

Quem Disse Que DOOM 64 É Só No N64?

Você não precisa ter ou comprar um Nintendo 64 só para jogar DOOM 64. Foi nesse pensamento que uma equipe de fãs decidiu converter a versão do cartucho para que você possa jogar aí sentado na frente do seu computador. E o melhor, você usa mouse e teclado. Não é mod, nem qualquer alteração das versões já conhecidas do computador, é DOOM 64 mesmo, com música, efeitos e tudo mais. Vejam as fotos do jogo no PC, abaixo:


Para baixar DOOM 64 e jogar aí no seu computador, é só seguir este link => Baixar DOOM64  para ir direto ao site GamerHouse, o HD virtual do Marvox e lá fazer o download. O arquivo está zipado(compactado) e é só descarregar no drive C, D ou qualquer outra letra que vocês usam para guardar os seus games, e se divertir muito com DOOM 64. Até a próxima edição do Blog MarvoxBrasil. Deixem seus comentários, sigam o Twitter @MarvoxBrasil e agora os gamers podem adicionar o MarvoxBrasil no Facebook.

Esta matéria faz parte de um conjunto de publicações escritas sob um mesmo tema que foi liderado pelo site Gamers Team, publicado em 02/04/2011 pelo gamer Leonardo que também é administrador do site. O Blog MarvoxBrasil e outros sites relacionados abaixo estão participando de um meme, você também pode participar e compartilhar a sua história, basta entrar em contato com o pessoal da Gamers Team no link ao lado => Gamers Team Como Eu Virei Fã De… Veja a relação dos sites e blogs participantes e assim, o seu blog e sua história ficarão gravadas não só no Gamers Team mas em todos os blogs da lista. Aproveite!

Game Genius – Leonardo Soler (Como Virei Fã De… Suikoden)
Dosers Games – Leonardo Costa  (Como Virei Fã De… Crash Bandicoot)
Blog MarvoxBrasil – Marvox  (Como Virei Fã De… DOOM)
Nick News Games – Nick (Como Virei Fã De… Resident Evil)
Gamer Supremo – Thiago Ferraz Como Virei Fã De… Assassins Creed)
Videogame.etc – João Carlos (Como Virei Fã De… 3DO)
Vão Jogar – Tchulanguero (Como Virei Fã De… Metroid)

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 23 de junho de 2011, em Especiais e marcado como , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 8 Comentários.

  1. Haha olha só, achei teu post no Google e to usando como “fonte de estudo” heheh

    Curtir

  2. Tá louco Natanael, deu para perceber que você gosta mesmo de Doom. Valeu por compartilhar seu conhecimento com o Blog MarvoxBrasil. Continue acompanhando as matérias, espero vê-lo por aqui mais vezes.

    Curtir

  3. pô cara, eu sou fera nesse jogo, foi assim, serca de uns 2 anos atraiz, meu irmão me deu um computador com 12 anos que ganhei (como sou um menino comportado😆 ), não tinha estes jogos, ai depois de algum tempo, ele instalou jogos no computador eu odiava o doom 2, pois as fases que mais senti dificuldade são 1, 2, 8, 20, 30 na 1 eu só usava as setas de direção e ctrl, na 2 eu descobri espace, (se não fosse isso que ia acontecer:)um dia estava olhando as configurações do doom 95, e vi shift, então passei da 2º, mas isso aconteceu depois do doom 95, (na epoca só tinha o 1º episodio) quando cheguei na E1M8, putss, vendo aqueles dois barron’s of hell, tô morto…, mas depois de algum tempo matei, ai descobri que tinha mais 2 episodios, depois de completa a 2} fase, passei por 1 revenant na fase 6, (kkkkk sei tudo dos jogos doom de cor até as fases) começei a decorar as fases depois de completa a dase 30, 1 revenant pois estava no nivel 1 de dificuldade, ai entrei em pânico (na tv kkkk), pois vi 4 monstros gordos que se chamam mancubus na 7, ufa!!!!! terminei (que ta loco), daí atraz das paredes surgiram 4 arachnotron’s, pior ainda quando tentei jogar no nivel 4 eram 7 mancubus e 12 arachnotrons, (me acalmei depois que descobri codigos na internet, mas ai nos tamo indo muito a frente), na 8 me acostumei com as portas, não descobri os “pain elementals” nesta fase, (era só atirar nos rostos que aparece naquela porta com 3 teletransportes) naquelas 2 portas dos cacodemons onde abre a porta onde eles estão mas não da pra fechar e a dos barons of hell, então resolvi não entra na porta dos cacodemons, mas ia perder a arma 7 na porta dos demons, não sabia o que era aquelas coisas verdes, foi ai que me arepiava, pois não consegui uma proeza na E1M8 e só tinha 2, ainda por cima com as mesmas armas, mas a arma de bolas azuis não, depois peguei os verde e atirei nos inimigos só que quando ia matar o maior (the ciberdemon), não dava tempo. depois de passa fui se encontrar com as criaturas na 20, nem com a 7 derotava o ciberdemon , ai tive que usar a 5 para a spider, rapais, na 1º ves que dei a volta pela esquerda e vi eles jurava que era um barron of hell, e um arachnotron, pois não conhecia eles 2, ai vi o tiro vermelho do cyberdemon, mas era verde, então morri, chegando na ultima, não sabia o que tinha a faser, depois não conhecia os codigos, ai chegou meu irmão e disse então conheci o nome dos inimigos, o meu é our hero, antes eu dissia “ou 0 (zero)” quando voltei a 8 e morri, vi que aquilo não era normal, eles estavam lutando entre si, e isso era um ponto forte na 20, fasendo os grandalhões lutarem, (sempre ficava atraz da spider) mas era tambem um ponto fraco nas outras pois me acostumei a faser isso e agora não me interesso em ganhar e sim neles lutarem, só que fasendo aquilo eu perdia mais vida, na 30 muito, ai tentei no nivel 4 e foi complicado mas consegui, só na ultima que ficou level 30 “nigthware” mas passei, no doom 2 ou 1 só consigo no 4 nivel de dificuldade no 5 só a 1º fase…, depois o meu irmão desinstalou os jogos e na internet descobri os codigos, e fiz (eu mesmo) instalar denovo, e vi (achei que não era verdade(mas era verdade)), agora tambem me interesso nos kills, itens, secrets, par and time, até agora só consegui 3 episodios no doom e doom 2, não consegui instalar o doom episodio 4 mesmo com os outros;no doom, episodio 1 ta secrets 100%, episodio 2, falta uma que não consegui, não me lembro, episodio 3, niveis 5 e 6 nw consegui 100, doom 2, falta niveis 14, 15, 21, 25, 27, 29, 30, 31, 32, sem os codigos, (anteriormente) faltava a 20 pois quando você desce do inicio da 20 e enxerga a porta e encima tem o gainchum, e você atira na parede vira para a esquerda e depois para a direita e cai, sobe o elevador, da tudo as voltas e enxerga o teletransporte, fique uma lajota antes do teletransporte, e vire para a esquerda,abrira uma porta com outro teletransporte branco, e para-la onde tem o pain elemetnal
    =the end=

    Curtir

  4. Fala Tiago, você tem certeza que soube instalar o arquivo? Porque não existe nenhuma alteração no áudio do jogo, as músicas são iguais ao jogo do Nintendo 64 lançado em 1998. Talvez você não soube colocar o arquivo de som na pasta correta. Refaça a instalação com calma, caso você precise, eu faço um vídeo do jogo DOOM Absolution para você ver que o áudio é igual ao jogo do videogame. Qualquer coisa é só escrever para mim.

    Curtir

  5. brow, na boa, baixei o doon absolution sei lá e falar pra vc… que música ridícula se tem no jogo hein?? me sinto jogando pacman com as músicas dele… que isso.. mto ridículo. jogar doom 64 sem as músicas clássicas é pior do que comer pizza estragada no lixo!! … tem solução pra esse problema ai?

    Curtir

  6. Ótimo post, MarvoxBrasil. Grande história! Eu mesmo descobri Doom a partir do 3DO. Era um dos piores ports do jogo, já que tinha lag na hora de andar e ainda mais na hora de atirar. Mas o jogo tinha uma trilha sonora invejável. Tenho até no PC as músicas do port do 3DO. Sempre uso ao jogar Ultimate Doom. Aliás, qual o source port que você usa? E parabéns pelo o trabalho e a grande dedicação a este blog! Continue assim.🙂

    Curtir

  7. Cara, e se eu te falar que quando eu era moleque trabalhei como monitor de informática só pra poder jogar Doom quando não tinha aula… hwa hwa hwa, bons tempos. Mas também é um dos poucos FPS que eu gostei, hoje em dia não tenho paciência pra praticamente mais nenhum.

    Eu to participando do meme também, adiciona o link ae http://vaojogar.com.br/escrito/como-virei-fa-de-metroid

    @Leonardo Soler

    Mas você também tinha medo de todos os jogos hein, rzs… eu lembro desse jogo, se chamava Dangerous Dave, era mó vício nele.

    Curtir

  8. NOssa cara… DOOM?? Quando eu era criança tinha um cagaço do caramba deste jogo… Hahahah sempre levava sustos dos bichos que apareciam… e Nessa época aí eu jogava um joguinho de Pc chamado Davis.. que vc controlava um boneco no maior estilo Mario que tem que passar pelas fases, aí depois vc pega uma arma que pode atirar, um jetpack, e outras coisas…. para época era muito bom… e também era no DOS…

    Haha gostei do relato!!

    (já coloquei teu link lá na lista do meu blog.. depois coloca a lista dos blogs aí no final do meme ^^)

    Curtir

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: