Ed.Nº 41 – Tributo ao F.P.S – Parte 3: Eradicator

EDITORIAL

Nem só de chuva vivem as florestas. A frase que você acabou de ler poderia estar inserida em alguma dessas revistas que falam sobre o meio ambiente mas, também pode significar muita coisa em um blog de games.

Enquanto escrevo a respeito de uma época de ouro para os usuários de computador, mudanças fenomenais acontecem com os games da atualidade.

Ouvi dizer que No More Heroes 3 será uma realidade. Marvel Super Heroes 3, ainda neste ano teremos Max Payne 3. Vocês percebem? Estamos chegando na trilogia de vários dos maiores games já lançados no mundo. Isso é fantástico porque quanto mais cresce a tecnologia das mídias, a oportunidade de um dia vermos um box com a trilogia, por exemplo, de Max Payne em apenas um CD/DVD/Blu-Ray será uma realidade.

O único problema que talvez nem seja tão problemático assim, será com o sistema operacional que usaremos nesse futuro incerto. Espero que no futuro exista sistemas tão amigáveis que a idade do game pouco importasse, basta dar dois cliques e o sistema arranja um jeito de ler toda as informações do game e assim fazê-lo funcionar com som e tudo. Nossa que viagem!!! Espero estar vivo até lá, e se eu não estiver, espero que meus filhos estejam.

Agora que já falei demais, leia e aproveite a edição nº 41, que está muito boa. O game da vez é Eradicator, um game muito bom que prima por tecnologia, apesar de limitada para a época. conheça também o avô de Halo, sim, nós o encontramos, leia a edição e saiba mais. Até a próxima edição.

Começa agora o Tributo ao F.P.S – Parte 3

Leia esta palavra: ACCOLADE. Acredito eu, que você não vai lembrar, ou simplesmente os mais jovens não conhece. E então eu digo que a ACCOLADE já foi uma grande produtora de games para consoles e videogames, você acredita? OK! Deixa eu refrescar a sua memória com apenas duas imagens, vamos ver:

Ah! agora você lembrou. Isso mesmo, Accolade, a empresa criadora da franquia de corrida Test Drive, conhecido nos PCs e Playstation, e criador também do famoso gato dos anos 90. Bubsy (SNES), quem não lembra do felino colecionador de novelos de lãs? Dois jogos excelentes. Mas você, deve estar estranhando que Test Drive é da Atari. Calma, eu explico.

A Accolade foi uma grande produtora de games desde 1984, ela desenvolvia e distribuía por conta própria. Tinha uma grana forte na época. Mas em 1999 começaram os problemas e foi comprada pelo estúdio francês Infogrames. E mais tarde todos os ex-funcionários da Accolade formaram a Atari, ou seja, a Atari é fortalecida pela alma da Accolade.

E hoje eu vou falar de… Eradicator

FICHA TÉCNICA:

Título – Eradicator
Publisher – Accolade Inc.
Developer – Accolade Inc.
Ano do Jogo: 1996
Estilo: FPS para ser jogado em 1ª pessoa ou 3ª pessoa
Curiosidade: O jogo foi o primeiro a mostrar o funcionamento do sistema PIP (Picture-in-Picture), hoje muito comum em televisores de LCD.
Versão jogada: Completo.
Nº de Fases – Uma cidade dividida em 5 partes, cada parte possui 4 ou 5 levels.

A HISTÓRIA:
G’or é um terrível ditador e comanda uma enorme mina de minérios especiais fazendo todos de escravo. Tudo se passa em Citadel, a cidade que foi transformada em fortaleza. Ninguém entra e ninguém sai até que todo o minério seja extraído. Sendo assim, três propósitos juntam-se para acabar com as forças robóticas e destruir totalmente a Citadel e tudo o que há dentro dela.

OS PERSONAGENS:
Algo muito legal que encontramos em Eradicator é, a oportunidade de escolher um dos três personagens. Cada um deles possuem sua própria história, e lutam por razões únicas. A primeira fase é sempre a introdução de cada personagem. Algo do tipo: Como cada um chegou até Citadel? Vamos conhecer nossos amigos:

JOGABILIDADE:
O game pode ser jogado tanto em primeira pessoa, quanto em terceira pessoa, eu prefiro em primeira pessoa, pois o design das armas são algo único e muito criativo em Eradicator. Para alternar as visões é necessário apertar apenas um botão. Acompanhe agora a trajetória de Eradicator.

Por que jogar Eradicator?

Por que o nome Eradicator?
R: O nome quer dizer “destruir tudo” ou seja, os personagens entram em Citadel para derrubar toda a cidade e destruí-la de uma vez por todas.

Qual a graça de jogar esse jogo?
R: Se você curte Bioshock, Quake 4, ou qualquer outro game que tenha batalha entre máquinas e humanos, este é o jogo certo para você. Eradicator é uma viagem em um mundo onde as engrenagens falam mais alto. A mente humana não tem vez nenhuma (isso me lembra Bioshock). E o melhor estão nas armas e objetos que ajudam o jogador a prosseguir. Melhor ainda é poder escolher entre 3 personagens sendo que cada um deles tem sua própria história.

Quando foi lançado?
R: A demo foi lançado em 1995, mas o jogo completo só chegou nas lojas em 1996.

Quando falamos em Eradicator, podemos lembrar de quais jogos?
R: O jogo mistura elementos de ação e elementos de puzzle, do estilo, aperte uma série de interruptores, destrua geradores, desestabilize um setor e você sempre encontrará o caminho para o fim do level.

Quantos personagens tem no jogo?
R: São 3 personagens. Dois humanos e o lagarto alienígena. Após fechar o jogo, um novo personagem é destravado, um marine com armadura vermelha muito parecido com Halo (desculpem fãs de Halo, mas eu acho parecido).

Toca música enquanto jogamos?
R: O jogo não tem trilha sonora. Mas você pode colocar aquele CD da sua banda favorita e jogar enquanto as músicas tocam durante os levels.

Roda nos atuais sistemas operacionais?
R: Para rodar Eradicator é necessário utilizar o emulador do sistema DOS, chamado DOS-BOX. Este emulador fará todo o trabalho de adaptação do sistema operacional para que o jogo funcione 100%. Não adianta fazer modo de compatibilidade, a melhor forma é instalar o DOS-BOX para tirar todo o proveito do jogo. Porém, caso você tenha algum joystick plugado no seu PC, desconecte-o, o jogo gera um conflito entre o joystick e o mouse. Um pequeno detalhe e nada mais.

Vale a pena jogá-lo?
R: Com certeza, Eradicator é um passeio em Citadel, uma cidade dominada pelas forças de G’or. Os robôs são muito sanguinários, espere por chuvas de raios lasers, canhões de raio e principalmente chefes que precisam gastar muita munição para derrotá-los. Ponto forte, armas criativas e itens que facilitam a jornada.

→Este foi o Tributo ao F.P.S Parte 3, aguardem porque a parte 4 vem logo aí.←

®Marvox


Longplay (Segredos + Fases Secretas)

Parte 1 – A primeira missão com cada personagem

Parte 2 – 1º Mundo + Fase Secreta

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 27 de abril de 2010, em Análises, Especiais, PC Retrô e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: