Ed.Nº 40 – Tributo ao F.P.S – Parte 2: Chasm The Rift

EDITORIAL

Na semana passada apresentei a edição nº 39 com a história dos games do gêneco F.P.S. A idéia de fazer um especial sobre este aclamado gênero alvo de muitos fãs, foi pegar os jogos e mostrá-los sem uma regra do mais antigo ao mais novo. A regra aqui simplesmente são jogos entre 1992 até 1999. O motivo de pegar essa data é porque durante esse período os jogos em FPS estavam começando, estavam engatinhando e muitos games tornaram-se famosos, clássicos e até mesmo alguns muito odiados. Eu gosto de todos porque todos tem suas particularidades e representam uma história muito forte dentro do cenário dos jogos de computador e também foram acompanhados por muitos que hoje são adultos, e alguns adolescentes também buscam jogar esses jogos. Se fosse dizer um nome em agradecimento a execução deste especial eu digo: DOS-BOX. Quem conhece sabe do que eu estou falando. Curtam agora segunda parte deste especial e por favor, comentem.

Começa agora o TRIBUTO AO F.P.S – PARTE 2.

Quem lembra do ano de 1997? Ah! Claro que vocês vão lembrar, querem ver?

– Para os gamers de Playstation foi o ano do lançamento do primeiro Gran Turismo.

– Para os gamers de Nintendo 64 foi o ano em que 007 Goldeneye apareceu para até hoje, ser o mais aclamado game de F.P.S com o agente secreto mais famoso do mundo.

Hoje eu vou falar de… Chasm: The Rift.

Ficha Técnica:

Título – Chasm The Rift
Publisher – MegaMedia Corp.
Developer – Action Forms Ltda.
Ano do Jogo: 1997
Estilo: Quake versão Alemã
Curiosidade: O jogo utiliza a mesma engine do primeiro Quake(1996), os gráficos são iguais. A grande diferença é na dificuldade. Se você achava Quake difícil, este é o dobro da dificuldade.
Versão jogada: Completo + Mission Pack.
Nº de Fases – 16 levels + 3 levels com Mission Pack.

Quake nos Estados Unidos e Chasm na Alemanha:
No PC, uma produtora alemã decidiu criar um novo game do gênero F.P.S. Novo? Parecia impossível, porque 97 foi o ano de lançamentos muito parecidos. Alguns foram cópias descaradas de jogos famosos. Mas este mostrou-se único para a época. A produtora Action Forms em parceria com a MegaMedia foram até a Id Software pedir emprestada a engine de Quake. Levaram para a Alemanha e lá produziram Chasm The Rift. Um jogo de ótima qualidade que você, internauta, vai acompanhar como foi esse jogo.

Essa é a capa do jogo. Chasm The Rift, uma criação alemã, criada com a mesma engine de Quake, em 1997.

Acesse a galeria de imagens com detalhes e algumas informações sobre o jogo Chasm: The Rift.

Sim pessoal, o jogo tem uma continuação. Só que lamentamos muito em dizer que a continuação………… existe!!!! E conseguimos jogar.

Chasm The Rift: Mission Pack

Sim, a continuação acontece no primeiro e único pacote de missões lançados para este jogo. Na continuação temos mais três levels para enfrentar. Aqui, finalmente sabemos quem é o verdadeiro chefe do jogo e acreditem, o final realmente tem cara de final.

Por que jogar Chasm: The Rift?

Por que o nome Chasm: The Rift?
R: O nome quer dizer aberturas no tempo-espaço, ou seja, a possibilidade de viajar para diferentes períodos do tempo. Então a tradução, resume-se nos portais dimensionais, sempre abertos entre duas paredes.

Qual a graça de jogar esse jogo?
R: Desmembrar inimigos? Dificuldade e inimigos com uma inteligência artificial preparada para acabar com suas expectativas a qualquer momento, e objetos para coletar e fazer do seu jogo um pesadelo para os monstros.

Quando foi lançado?
R: Em 1997, na Alemanha.

Quando falamos em Chasm: The Rift, podemos lembrar de quais jogos?
R: Pela engine rapidamente você lembrará do primeiro Quake (1996).

Toca música enquanto jogamos?
R: O jogo não tem trilha sonora. Mas você pode colocar aquele CD da sua banda favorita e jogar enquanto as músicas tocam durante os levels.

Roda em Windows XP?
R: Para rodar Chasm é necessário utilizar o emulador do sistema DOS, chamado DOS-BOX. Este emulador fará todo o trabalho de adaptação do XP para que o jogo funcione 100%. Não adianta fazer modo de compatibilidade, a melhor forma é instalar o DOS-BOX para tirar todo o proveito do jogo. Porém, caso você tenha algum joystick plugado no seu PC, desconecte-o, o jogo gera um conflito entre o joystick e o mouse. Um pequeno detalhe e nada mais.

Vale a pena jogá-lo?
R: Com certeza, tanto a história original quanto o Mission Pack (pacote de missões) que contam a continuação da primeira história. Este jogo deveria ganhar um remake à altura dos atuais games da atualidade. Desmembrar inimigos? E mesmo assim eles tentam atacá-lo como podem. Isso é formidável.

→Este foi o Tributo ao F.P.S Parte 2, aguardem porque a parte 3 vem logo aí.←

®Marvox

Sobre Marvox

Formado em Comunicação Social: Propaganda e Marketing, fundador e autor do Blog MarvoxBrasil. Criador da série Start Again no Youtube. Desde 2015 faz parte da equipe do Canal Jornada Gamer. Minha maior paixão, saber que consigo ajudar pessoas a terminar mais jogos. Essa conquista não tem preço!

Publicado em 19 de abril de 2010, em Análises, Especiais, PC Retrô e marcado como , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. ñ conhecia, conheci pelo MarvoxBrasil, baixei e gostei! o jogo é muito bom! os gráficos (cenários e inimigos) são bem bacanas mesmo.

    Curtir

  2. Sweet web site, I hadn’t come across marvoxbrasil.wordpress.com before during my searches!
    Continue the good work!

    Curtir

  3. E ai cara!

    Ri muito do “Será o castelo de Greyskull???”

    HAUHAUAHAU

    Trabalho sensacional que você faz nesse blog. Muito bem descrio o Chasm: The Rift. Joguei ele depois de 2000, pq tinha lido numa revista que era bom. Realmente um jogão para sua época, mas que continua divertido até hoje. unica coisa ruim é que que fiquei meio tonto jogando em certas partes!! Mas certamente, muito original, apesar da engine de quake ser a mesma e algumas coisas iguais, todo o resto parece que tem alma própria.

    falow!

    Curtir

Para comentar não é preciso se identificar. Mas, se quiser, pode comentar utilizando seu login do Facebook, Twitter, G+ ou Wordpress. Grande abraço!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: